Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Paysandu: Patrick Brey fala sobre contrato e comenta apelido de 'Árabe da Curuzu'

Em entrevista exclusiva ao O Liberal, lateral explica como o Papão foi um ponto de redenção na carreira, após temporadas ruins em Cruzeiro e CSA. 

Caio Maia

Quando chegou à Curuzu, Patrick Brey estava em busca de um recomeço. Após passagens criticadas por Cruzeiro e CSA em 2020 e 2021, o jogador, de início, buscou refúgio no futebol italiano. A sequência na Europa novamente não foi boa: apenas três jogos disputados e nenhum gol marcado. Foi nesse contexto que o Paysandu apareceu para o lateral. O clube era uma aposta, uma luz no final do túnel para a redenção.

Em pouco tempo em Belém, Patrick Brey descobriu que sua aposta foi certeira. O jogador começou o ano no banco de reservas, mas aproveitou o afastamento de João Paulo, lesionado, para tomar conta da lateral-esquerda de vez. As boas partidas fizeram o jogador se tornar xodó da Fiel Bicolor. Como retribuição, Brey ganhou um novo apelido: Árabe da Curuzu.

Em entrevista exclusiva ao Núcleo de Esportes de O Liberal, o jogador falou sobre o carinho que tem recebido das arquibancadas e disse estar muito feliz com a passagem em Belém.

"Fico extremamente feliz com o carinho e reconhecimento que venho recebendo. Sobre o apelido, é algo novo e que vejo com muito bons olhos, como uma brincadeira sadia para a relação com a torcida", avaliou.

Na conversa, João Paulo ainda falou sobre as diferenças entre o futebol brasileiro e o italiano. De acordo com o lateral, a passagem pela Europa fez com que ele melhorasse em vários pontos do jogo. Ele também fez uma breve comparação entre as Terceironas brasileira e italiana.

"A Série C é um campeonato de muita disputa, mas ao meu ver lá consegue ser mais brigada ainda a competição. E taticamente lá é muito cobrada essa questão, aqui não tanto quanto lá", disse.

A Itália, inclusive, não sai da cabeça do jogador. Isso porque o lateral, que está emprestado ao Paysandu, está na iminência de voltar ao Triestina, clube detentor dos direitos federativos do atleta. O Paysandu corre contra o tempo para prorrogar o contrato com Brey, que termina dia 30 de junho. Apesar disso, o lateral afirma estar tranquilo com a situação e quer focar nos próximos jogos do Bicola na temporada.

"Eu e minha esposa estamos muito felizes e realizados aqui no Paysandu, vivendo um dos melhores momentos da minha carreira, então com certeza minha vontade é permanecer. A decisão final é do clube Itália, o Paysandu já está em contato com eles, mas vamos ver o que vai acontecer nesses últimos dias", explicou. 

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES