Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Meia José Aldo pode deixar o Paysandu e Lecheva diz: 'foge um pouquinho do nosso controle'

Coordenador de futebol do Papão comentou sobre a situação de José Aldo e das negociações com o Guarani-SC, clube que detém os direitos do atleta

Fábio Will

O Paysandu ainda terá uma partida a cumprir pelo quadrangular da Série C, mas não valerá nada para o clube alviceleste, que também jogará a Copa Verde no mês de outubro. Mas a diretoria bicolor trabalha para a renovação de contrato com o meia José Aldo, que pertence ao Guarani-SC e está emprestado ao Papão. O coordenador de futebol do clube paraense, Ricardo Lecheva, informou que o jogador está um “pouquinho fora do controle” do Paysandu e pode deixar o clube.

Whatsapp: saiba tudo sobre o Paysandu. Recêêêba!

Aos 24 anos e na segunda temporada vestindo a camisa bicolor, o meia José Aldo pode não jogar pelo Papão em 2023. O coordenador de futebol do Paysandu, Ricardo Lecheva, informou que o clube tenta a renovação de contrato do atleta e propôs algo parecido com o que foi feito com o atacante Marlon, mas até agora segue indefinido o futuro do meia para o ano que vem.

“O José Aldo é o único atleta que foge um pouquinho do nosso controle, pois ele está emprestado pelo Guarani-SC ao Paysandu, então o Paysandu não tem total domínio sobre o atleta, mas estamos um tempo tentando alguma negociação, para fazer algo que foi parecido com o Marlon, já que se trata de um atleta que entendemos que vem de temporadas muito boas, tem entregado muito ao Paysandu, é um dos jogadores que a torcida tem mais identidade”, disse, Lecheva.

VEJA MAIS

Lecheva diz que Paysandu vai definir futuro de Márcio Fernandes depois da Série C: 'como de costume'
Coordenador de futebol do Papão, informou que o treinador haverá "tempo hábil" entre a Terceirona e a Copa Verde para definir futuro do treinador.

Paysandu: Lecheva diz que 'caso Marcelo Toscano' não contribui para eliminação na Série C
De acordo com coordenador de futebol do Papão, outro jogador também teve 'problemas pessoais' na temporada. Caso acabou sendo tratado internamente.

Lecheva não garante permanência de Thiago Coelho no Paysandu para 2023; entenda
Futuro do goleiro será definido ao final da temporada.

O Paysandu está preocupado com a situação de José Aldo, que possui mercado e nesta temporada por pouco não saiu para jogar a Série B pela Ponte Preta. Lecheva informou que a situação não depende somente do clube e isso pode resultar em uma saída do jogador.

“A questão que mais nos preocupa mesmo é a do Aldo. Ele não pertence ao Paysandu, está aqui por empréstimo e não dependemos somente da nossa vontade”, contou.

Bem resolvido

Já a situação do atacante Marlon, artilheiro do clube na Série C com 10 gols, está bem mais tranquila. O Papão possui parte dos direitos do jogador e caso Marlon deixe o Paysandu, será vendido, mas, por hora, o atacante segue no clube até dezembro de 2024.

“O Marlon é mais tranquilo. Mesmo com o assédio é um atleta que temos quase que 100% dos direitos dele, é um atleta que não nos preocupa tanto, mas sabemos que se chegar uma proposta muito boa, será difícil segurar o atleta, pois todos os clubes trabalham negociações de jogadores e com o Paysandu não é diferente”, finalizou Lecheva.

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES