Jornalistas e comentaristas esportivos escalam o 'melhor Paysandu de todos os tempos'

Ídolos de diversas épocas do Bicola foram escolhidos

Andre Gomes

Em uma votação realizada entre jornalistas e comentaristas esportivos do Fox Sports, a equipe selecionou o melhor Paysandu de todos os tempos. Além do apresentador, João Guilherme, Mauro Naves, Eduardo Savóia, Arthur Quezada e os ex-jogadores Edmundo e Zinho, selecionaram o 11 titular e o técnico do Bicola.

CONFIRA A ESCALAÇÃO

Castilho

Campeão do mundo pela Seleção Brasileira em 1958 e 1962, Carlos José Castilho, o goleiro Castilho é considerado o maior goleiro bicolor de todos os tempos e não poderia faltar na lista. Chegou em 1965, já em fim de carreira, mas teve tempo suficiente para gravar o nome entre os imortais do Papão.

Yago Pikachu

Nome mais recente da lista, Yago Pikachu foi revelado pelo próprio Paysandu. Com a camisa alviceleste, Pikachu atuou em mais de 200 partidas e marcou 62 gols, conquistou dois acessos para a Série B (2012 e 2014), além do título do Campeonato Paraense de 2013.

Gino

Zagueiro e capitão no período dourado do Paysandu no início dos anos 2000, Gino fez parte das conquistas da Série B (2001), Copa Norte (2002) e da Copa dos Campeões do Brasil (2002) que deu vaga à Copa Libertadores do ano seguinte.

Maurício

Há pouco mais de um mês, Maurício morreu aos 82 anos, após contrair o novo coronavírus. Os votantes não se esqueceram do ex-zagueiro, que por nove anos defendeu o Papão e é tido como um dos melhores defensores da história bicolor.

Paulo Tavares

Fez parte das equipes da década de 60 e 70 que conquistaram vários títulos para a galeria de troféus do Bicola.

Sandro Goiano

Mais um Ídolo que fez parte da época de ouro do Papão, na virada para o século de 2000, o volante Sandro Goiano conquistou o acesso à Série A, em 2001 e foi tetracampeão paraense. Além de ter levantado os troféus da Copa Norte e Copa do Campeões.

Quarentinha

Considerado o maior ídolo da história do Paysandu, Quarentinha foi um meia-armador e jogou por 18 anos no clube da Curuzu. Neste período, conquistou 12 títulos paraenses. É o recordista de títulos estaduais no Brasil. O ex-jogador fez 135 clássicos Re-Pa e marcou 12 gols.

Iarley

Autor de um dos gols mais importantes do Paysandu - o da vitória sobre o Boca Juniors-ARG, na Argentina -, Iarley foi e é muito mais que isto no Papão. Reforço para a Copa Libertadores de 2003, se destacou com a camisa bicolor e pôde retornar em 2013 para uma última passagem.

Bené

Maior artilheiro da história do Paysandu, com 249, Bené, o Tanque da Curuzu, é mais um ídolo dos anos 60 e 70. Bené foi Campeão Paraense pelo Paysandu em 1966, 1967, 1969, 1971 e 1972.

Robgol

Um dos maiores ídolos da história recente do Paysandu, o ex-atacante Robson, apelidado como Robgol, marcou 91 gols em quatro temporadas pelo Papão, com uma média de mais de 22 gols por ano. Foi vice-artilheiro do Brasileirão de 2005, com 21 gols, pelo clube bicolor.

Vandick

Mais um da lista de ídolos do período de ouro do Papão - entre 2001 e 2003 -, o atacante Vandick fecha o 11 titular da votação. Marcou três gols na final da Copa dos Campeões de 2002, sobre o Cruzeiro-MG, no jogo do título.

Givanildo de Oliveira

Treinador escolhido para comandar a equipe escolhida, o 'Rei do acesso' Givanildo Oliveira foi um dos principais responsáveis pelos anos de sucesso do Papão na virada do século. Entre os diversos títulos na carreira, só pelo Paysandu foram cinco estaduais. Também conquistou o acesso à Série A em 2001 e a Copa dos Campeões de 2002, entre outras taças importantes.

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES