"Ano passado foi ano passado", diz técnico do Paysandu sobre quatro derrotas contra o Remo em 2018

Um dia antes do primeiro RexPa de 2019, João Brigatti demonstrou confiança, mas destacou que jogo contra maior rival exige cuidado


Às vésperas do primeiro Clássico Rei da Amazônia na temporada 2019, o técnico do Paysandu, João Brigatti, só pensa em deixar o passado para trás e focar em um futuro cheio de vitórias. Quando questionado, em entrevista coletiva neste sábado (16), sobre se o fantasma das quatro derrotas contra o maior rival poderia assombrar o Papão no jogo deste domingo (17), Brigatti foi enfático ao dizer que o que passou, passou. "Ano passado foi ano passado. Estamos em outra situação, focados nesse primeiro jogo contra o Remo, que é uma equipe que vai nos trazer muita dificuldade, sim, mas que temos que superar", disse o professor.

João Brigatti disse que se preocupou muito com o trabalho de marcação dos jogadores adversários nos treinos preparatórios para o RexPa, e que a equipe segue muito focada para obter um bom resultado em campo. Aliás, quando questionado sobre as condições do gramado do Mangueirão em caso de chuva, Brigatti aproveitou a oportunidade para cobrar melhorias no estádio olímpico.

"Não podemos lutar contra o tempo. Desde o primeiro dia de trabalho, em janeiro, conversamos com o elenco sobre isso, sobre como temos que trabalhar em cima de condições adversas. Temos que ver não como uma situação ruim, mas superar situações difíceis. Muitas pessoas sempre dizem 'ah,o Parazão é assim mesmo', mas isso tem que se mudar. Temos que ter campos mais adequados, vestiários mais adequados, arquibancadas melhores para favorecer o espetáculo. Lógico, que se chover, jogamos com campo bom ou ruim", protestou o técnico.

Ainda sobre os problemas estruturais do Mangueirão, que foi alvo de muita polêmica e incerteza nesse começo de ano, Brigatti destacou que confia nos laudos técnicos que liberaram o estádio olímpico para receber o público para o clássico RexPa. Mesmo assim, o comandante do Bicola destacou, novamente, a necessidade de reformas no estádio o mais rápido possível. "Eu vi o laudo que libera o estádio, e nós temos que acreditar nos profissionais. Mudou-se agora de governo, e eu espero para esse ano ou no próximo, uma reforma nesse estádio maravilhoso, que merece ser o palco do RexPa", destacou. 

Remo e Paysandu se enfrentam neste domingo (17), às 16h, no Mangueirão. A partida éválida pela 4ª rodada do Parazão e terá transmissão lance a lance pelo OLiberal.com

Paysandu