Quarta luta entre Deiveson Figueiredo e Brandon Moreno vai ocorrer no UFC Rio, diz jornalista

Organização estaria ajustando os últimos detalhes para o combate ocorre no Brasil, em 2023

Aila Beatriz Inete

Deiveson Figueiredo e Brandon Moreno partem para fazer história no UFC. Os dois devem protagonizar a primeira “quadrilogia” da organização. E o paraense pode fazer esta luta em “casa”. Segundo o jornalista mexicano Rodrigo Del Campo González, da "ClaroSports", o Ultimete está ajustando os últimos detalhes para que o combate ocorre no Brasil, no UFC Rio, em 2023. 

Se isso for confirmado para a organização, Daico terá o seu pedido atendido. Pelas redes sociais, o paraense pediu ao UFC que marcasse a quarta luta entre os dois para o Brasil. Já está certo que o evento do Rio de Janeiro, que ocorre no dia 21 de janeiro, será numerado, ou seja, com disputa de cinturão. 

VEJA MAIS 

Treinador de Brandon Moreno diz que quarta luta entre Deiveson Figueiredo e o mexicano pode não acontecer: 'Ele está enorme'
James Krause disse que acredita que o paraense não consegue bater o peso dos moscas novamente

Após presidente do UFC dizer que Deiveson Figueiredo desrespeitou Moreno, paraense responde: ‘Não me arrependo’
Daico subiu no octógono ao final do combate entre o mexicano e o neozelandês para encarar o adversário

Com evento numerado, UFC marca retorno ao Brasil para janeiro de 2023
Anuncio foi feito nesta quarta-feira (10), junto com nova parceria com canal para transmissões de eventos na TV aberta

Deiveson e Brandon fazem a unificação dos seus cinturões. O paraense é o campeão linear, enquanto que Moreno tem o título interino da categoria peso-mosca. 

“Posso confirmar que se ajustam os últimos detalhes para Brandon Moreno vs Deiveson Figueiredo 4, unificando o título dos moscas do UFC no dia 21 de janeiro de 2023. Primeiro evento no Brasil desde março de 2020, primeiro no Rio desde maio de 2019 e quarta luta entre os dois em pouco mais de dois anos”, disse o jornalista.

Moreno e Figueiredo se enfrentaram pela primeira vez em 2020. Naquele momento, o combate terminou empatado e Deiveson continuou com o cinturão. Já na revanche, em junho de 2021, o paraense perdeu por finalização no segundo round e o mexicano sagrou-se campeão. A trilogia ocorreu em janeiro deste ano, no UFC 270, onde Daico saiu vencedor por decisão dos juízes. Com isso, os dois estão empatados com uma vitória cada

Em julho, o UFC promoveu a disputa pelo cinturão interino da categoria entre Brandon Moreno e Kai Kara-France, já que Deiveson estava lesionado e não podia lutar. O mexicano venceu e ficou com o título interino. 

Até o momento, o UFC Rio tem uma luta confirmada: o brasileiro Gabriel Bonfim enfrenta Mounir Lazzez, na categoria dos meio-médios. Também existe uma expectativa de que Glover Teixeira e Jiri Prochazka façam a revanche pelo cinturão do peso-meio-pesado.

(Aila Beatriz Inete, estagiária, sob supervisão de Pedro Cruz, coordenador do Núcleo de Esportes)

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES