Atleta do UFC é preso acusado de assassinato

O mexicano Irwin Rivera foi preso suspeito de ter esfaqueado suas irmãs

LANCE!

O lutador com três partidas no UFC, Irwin "Beast" Rivera foi preso nesta quinta (07) em Palm Beach, na Flórida, por duas acusações de homicídio premeditado em primeiro grau. A polícia enclausurou Irwin após responder a duas ligações para o número de emergência sobre esfaqueamentos. A informação é do jornalista Eric Kowal, do My MMA News.

>Confira a tabela atualizada do Brasileirão 2020 e simule os resultados

O UFC encaminhou um comunicado afirmando estar "ciente do recente incidente". De acordo com os agentes de Irwin, o lutador já vinha apresentando "problemas com sua saúde mental".

- O UFC está ciente do recente incidente envolvendo Irwin Rivera e subsequentemente recebeu informação de seus agentes que ele vem exibindo comportamento consistente com problemas de saúde mental. As alegações são extremamente preocupantes e a organização está atualmente recolhendo informações adicionais. A investigação está em andamento e quaisquer potenciais próximos passos, incluindo ações disciplinares ou atenção médica, serão determinados após sua conclusão. O UFC informou a equipe de Rivera que não vai oferecê-lo uma luta neste momento - diz o comunicado da instituição.

Irwin Rivera já foi o campeão da categoria peso galo na Titan FC, onde tem um cartel de dez vitórias e seis derrotas. Sua estreia no UFC foi em 2020, quando participou de três lutas com uma vitória e duas derrotas.

Veja abaixo os tuítes originais de Eric Kowal:

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES