Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

FOTOS: Imagens retratam momentos opostos de Remo e Paysandu

Leão e Papão vivem sentimentos distintos nos últimos meses

Redação Integrada

É apenas começo de temporada, mas Remo e Paysandu vivem momentos opostos. Enquanto o Leão, classificado na Copa do Brasil, invicto no Parazão - com direito a vitória no primeiro Re-Pa do ano -, vive um momento positivo com o torcedor, o mesmo não pode se dizer do Paysandu. Eliminado dentro de casa pelo CRB-AL, novela sobre permanência de artilheiro e derrota no clássico dentro da Curuzu, os questionamentos sobre o Papão já começaram.

Para retratar a fase da dupla Re-Pa, a equipe de esportes de O Liberal resolveu usar imagens que simbolizem o momento que cada um vive até aqui.

Remo

Gedoz assumiu a bronca e é principal jogador do time (Cristino Martins / OLiberal)

Assumiu a bronca

Questionado nos primeiros meses de Remo, Felipe Gedoz deu a volta por cima. O jogador passou a dominar o meio-campo do Leão a partir da fase decisiva da Série C e foi determinante no acesso à Segundona. A temporada 2020 mal começou, e Gedoz novamente se mostra importante.

Na primeira fase da Série C do ano passado, o Remo quebrou um tabu do Paysandu e desde então, domina os clássicos (Cristino Martins / OLiberal)

 

Tabu quebrado

Após uma sequência de dez jogos sem vencer o rival, o Remo pôs fim ao incômodo tabu do Paysandu, após vencer o Papão num clássico cheio de gols na última Série C. Hélio e Marlon abriram 2 a 0 para o Remo, Wesley Matos e Nicolas ainda empataram, mas Wallace garantiu o triunfo azul marinho.

Remo conseguiu o acesso com a vitória sobre o Paysandu (Igor Mota/ O Liberal)

Acesso no Re-Pa

Outro momento icônico para o Remo no Re-Pa: a vitória por 1 a 0, gol de Salatiel, deu o acesso ao Leão. Se subir para a Série B já seria motivo de festa, conseguir em cima do maior rival tornou o momento ainda mais histórico.

Paysandu

Serginho foi expulso infantilmente no último Re-Pa (Cristino Martins / O Liberal)

A cotovelada capital

A expulsão do volante Serginho no Re-Pa da Série C, quando o placar estava 1 a 1 - e terminou 3 a 1 para o Leão -, iniciou o que viria ser o fracasso bicolor na Terceirona. O Paysandu não conseguiu vencer mais na competição e terminou na lanterna do quadrangular.

 

Marlon desperdiçou a chance de recolocar o Paysandu no clássico (Thiago Gomes / O Liberal)

O desespero de Marlon no Re-Pa

Quando o placar estava 3 a 1 para o Remo, na Curuzu, o Paysandu teve um pênalti marcado. O atacante Marlon chamou a responsabilidade, mas mandou longe do gol. O desespero do jogador bicolor fica nítido nesta imagem.

Papão desperdiçou a chance de arrecadar 1,7 milhão de reais na Copa do Brasil (Cristino Martins / O Liberal)

Eliminação que dói no bolso

A derrota de virada por 2 a 1, em casa, para o CRB-AL, pela Copa do Brasil, foi a última grande decepção do Paysandu. Com o resultado, a equipe perdeu a chance de arrecadar 1,7 milhão de reais na Copa do Brasil, da cota em caso de passagem para a terceira fase.

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES