Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Copa Verde é lançada de forma oficial em Belém; vencedor levará R$150 mil

O grande campeão ainda levará um automóvel

Andre Gomes / O Liberal

Às vésperas do início do torneio, a edição 2021 da Copa Verde de futebol foi lançada na noite desta terça-feira (12). O evento foi realizado no Mangal das Garças, em Belém, com a presença de representantes dos clubes paraenses, do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, e do governador do Estado, Helder Barbalho.  A reportagem de O Liberal esteve presente e traz a cobertura do lançamento.

Helder diz que Estado vai liberar público de 50% nos estádios de futebol Segundo o governador, resta apenas o aval da Prefeitura de Belém

Presidente da CBF sobre reinauguração do Mangueirão com a Seleção: 'Não descartamos' Ednaldo Rodrigues esteve no evento de lançamento da Copa Verde

Formato

A Copa Verde 2021 terá 24 clubes, sendo três os representantes do Pará: Castanhal, Paysandu e Clube do Remo. O Japiim estreia contra o Fast-AM, fora de casa, na quarta-feira (13), em jogo único, pela primeira fase. Remo e Paysandu estreiam na segunda fase, ainda sem adversários definidos.

Premiação

O torneio começa na primeira fase. São 16 equipes, que batalham no mata-mata. Os que avançarem recebem 50 mil reais. Nas oitavas, entram mais oito clubes, com a dupla Re-Pa entre eles, com os que se classificaram. A premiação é de 75 mil reais para os que avançarem. Nas quartas, oito clubes participam, e mais 75 mil reais aos que passarem, assim como nas semis, onde quatro disputam. Na final, o vice leva 100 mil e o campeão 150 mil reais, mais um automóvel.

Vale lembrar que o campeão da Copa Verde 2021 garante uma vaga na terceira fase da Copa do Brasil 2022 e recebe a cota de 1.7 milhões de reais referente à Copa do Brasil.

Aumento da capacidade

Entre as novidades do evento, o governador do Pará, Helder Barbalho, se pronunciou a respeito das solicitações para aumentar a capacidade de público nos estádios. E garantiu que, já nesta quarta-feira (13), será divulgado um decreto autorizando a liberação de 50% de público nos estádios:

"Tem show em área fechada, como acontece, e não é correto que jogo, com todos os protocolos que não tem em shows, não tenha 50%", avaliou o governador. A resposta final cabe à Prefeitura de Belém.

Remo

Como informado pela equipe de O Liberal, o Remo enviou um ofício à Federação Paraense de Futebol (FPF) em que solicita o aumento da capacidade de público nos estádios do Pará. O clube pede que, assim que possível, seja liberada 50% da capacidade das praças esportivas. No evento, o presidente do clube, Fábio Bentes, reiterou o pedido:

"Acho que a experiência dos dois jogos foi muito positiva e agora a bola está com a Prefeitura. A gente está na expectativa que seja autorizada este acesso até para que a gente tenha uma justiça. Outros eventos acontecem com uma capacidade maior e a gente segue à risco protocolos, que foi muito elogiado. Agora é hora de olhar um pouco para o futebol e ter resultado", argumentou Bentes.

Paysandu

Quem também demonstrou apoio à possível liberação foi o presidente do Paysandu, Maurício Ettinger. Segundo o mandatário bicolor, o clube já está a mesma solicitação pronta e que dará entrada nesta quarta-feira (13). Além disso, Ettinger fez um balanço positivo do retorno da torcida à Curuzu:

"Foi excelente. A gente achou que 30% até foi pouco, mas foi excelente. O Paysandu também entende que 50% é um número muito bom"Com os 50% a gente vai ter condições de baixar o custo de ingresso e distribuir melhor para a segurança e orientadores. Vai ficar mais acessível e o público vai crescer", disse Ettinger.

Proposta

O colunista de O Liberal Carlos Ferreira comentou também sobre a proposta que apresentou para alimentar ainda mais a disputa, pelo menos do lado da região Norte. Ferreira propõe a semifinal dê direito à troféu de campeão da Amazônia e também uma verba pelo título:

"A Copa Verde já tem duas etapas. Uma na Amazônia e outra que envolve os clubes do Centro-Oeste, mais o Espírito Santo. Os campeões decidem o título e é assim desde o começo. A proposta é que não seja simplesmente uma semifinal. A sugestão é que a fase semifinal tenha um campeão, reconhecido pela CBF, de tal maneira que isso vai valorizar a rivalidade Remo e Paysandu, que são os líderes de renda, torcida e audiência da competição", declarou Ferreira.

Histórico

Desde a primeira edição da Copa Verde, em 2014, o Pará teve representantes em todas as decisões. O estado tem dois títulos conquistados pelo Paysandu nas temporadas de 2016 e 2018, ao bater o Gama-DF e o Atlético-ES, respectivamente. O Mato Grosso é o que ganhou mais vezes a competição com três conquistas: Cuiabá-MT, bicampeão, e Luverdense.

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES