Conmebol se pronuncia sobre casos de racismo sofridos por clubes brasileiros

Em nota, a entidade condenou as atitudes.

O Liberal

A Conmebol se pronunciou nesta sexta-feira (29) sobre os casos de racismo registados durante a última rodada da Copa Libertadores. Em nota, a entidade condenou as atitudes. A organização vem sendo pressionada para adotar medidas mais duras contra a discriminação racial.

No pronunciamento, a Conmebol condenou veementemente tais práticas e disse que estas manifestações são "inaceitáveis". O órgão informou ainda que "promoverá mudanças na regulamentação para aumentar e endurecer as penalidades em casos de racismo".

Nesta semana, ao menos quatro casos de racismo foram registradas em jogos de clubes brasileiros na Libertadores. Na terça-feira, um torcedor do Boca Juniors (ARG) chegou a ser detido no confronto com o Corinthians em São Paulo, mas foi liberado após o pagamento de fiança. No mesmo dia, torcedores do Estudiantes (ARG) ofenderam torcedores do Red Bull Bragantino.

Na quarta-feira, foi a vez de torcedores do Palmeiras serem ofendidos no duelo com o Emelec (EQU), fora de casa. Na última quinta-feira, torcedores da Universidad Católica (CHI) também foram flagrados cometendo racismo na derrota para o Flamengo. Além da injúria racial, alguns flamenguistas foram agredidos. Torcedores do Fortaleza também sofreram com isto, no duelo com o River Plate (ARG), há duas semanas.

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES