Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Atacante ganha Landu como 'padrinho' e pode fechar com a Tuna para o Parazão

Por meio de conversas e conselhos com ex-craque azulino, Jeferson tenta encontrar o "caminho das pedras" para se tornar conhecido no futebol regional.

O Liberal

Junte-se aos bons e será um deles. Essa é a lógica de Jeferson, de 27 anos, que defendeu as cores do Castanhal na última Série D do Campeonato Brasileiro. Buscando se consolidar no mundo do futebol, o talentoso jogador encontrou inspiração em um ídolo do Remo: o atacante Landu. Por meio de conversas e conselhos com ex-craque azulino, Jeferson tenta encontrar o "caminho das pedras" para se tornar conhecido no futebol regional.

Segundo Landu, a história dele com Jeferson começou quando o ex-Castanhal ainda era garoto. O ídolo azulino conta que é amigo de Jesus, pai de Jeferson. Ambos jogaram em clubes amadores no interior do estado e tinham um sonho em comum: serem atletas profissionais.

"O Jesus tinha o sonho de ser jogador, assim como eu. Fomos campeões, ainda no futebol amador, por times de Salinópolis e de Soure, mas, infelizmente, a carreira de profissional não veio pra ele", conta Landu.

Apesar disso, o sonho de Jesus se materializou no filho Jeferson. Desde cedo, o garoto mostrava ter habilidade com a bola nos pés e recebeu uma oportunidade como jogador profissional. Landu conta que esse momento foi marcante na vida do amigo.

"O Jesus sempre quis ser jogador, mas não conseguiu. Agora, o filho dele foi lá e teve essa oportunidade. É um sonho bonito, passado de pai pra filho. Tudo está sendo realizado da melhor forma possível", explica o ídolo do Remo.

Jeferson na partida contra o Paysandu pela Copa Verde (Jhonathan Cruz/ Castanhal)

Mesmo com a carreira de profissional consolidada, Jeferson ainda luta para buscar sequência de jogo. No Castanhal, time em que disputou a temporada de 2021, foram poucas partidas realizadas: apenas três, sem gols marcados.

De acordo com Landu, para buscar mais oportunidades, o jogador já tem destino certo para 2022: a Tuna Luso, atual vice-campeã paraense. Segundo o ídolo azulino, o contrato deve ser firmado neste fim de semana. O objetivo é que o jogador ganhe mais experiência a possa se consolidar no cenário local.

"O Jeferson é um bom jogador, mas precisa de sequência, de ritmo. Jogador sem entrar em campo perde o tempo de jogo. Por isso, ele vai fechar com a Tuna. O objetivo é obter experiência, para que ele possa demonstrar todo o talento que tem", finaliza. 

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES