Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Após críticas, atacante Sassá admite erro em frase ao sair do Botafogo: 'Me arrependo'

Torcida alvinegra não gostou de uma declaração do jogador após deixar o clube

Luiz Guilherme Ramos

O atacante Luiz Ricardo Alves, o Sassá, gerou polêmica após sua saída do Botafogo, em 2016. Durante entrevista exclusiva ao "Charla Podcast", o atleta explicou os motivos que o levaram a deixar a equipe de General Severiano, e comentou a frase polêmica em sua apresentação no Cruzeiro, que indignou os torcedores do alvinegro. 

• Tabela de jogos e classificação

"Em 2016, eu estava em uma fase muito boa, era artilheiro do campeonato, estava eu, Robinho e Gabriel Jesus. Meu contrato estava para vencer, podia assinar pré-contrato, mas não queria sair do Botafogo. Porque meu filho tinha acabado de nascer e eu gosto para caramba do Botafogo, me criei no clube. Só que eu ganhava x, os caras me ofereceram x. Eu falei 'que loucura que vocês estão fazendo, sou artilheiro do campeonato. Ganhava R$ 2, me ofereceram R$ 2,10'. E contrataram dois atacantes ganhando três vezes mais. Falei que 'não quero salário exorbitante, mas quero algo que me ajude também, dê um estímulo na vida'. Chegou proposta do Lokomotiv (RUS), eu falei que não precisava me pagar igual a eles, só metade, porque eu não queria ir embora", contou Sassá.

"Ficou aquela guerra, me afastaram. Na época eu tinha 20 anos, era muito imaturo para as coisas que estavam acontecendo. O presidente falou que eu não ia, ia ficar pelo valor x ou seria afastado. Fiquei afastado. Chegou a situação do Cruzeiro, mandou um jogador", continuou.

VEJA MAIS

Técnico do Remo admite risco de expor time ao adversário e garante: 'Agora temos que vencer em casa'
Gerson Gusmão falou sobre o empate contra o Botafogo-PB, que manteve a equipe fora do G8 da Série C, na 10ª posição


Na Paraíba, Remo empata com o Botafogo-PB e continua fora do G8 da Série C; vídeo
Partida foi disputada na noite de domingo (24), no Estádio Almeidão


Antes de jogo contra o Remo, torcedores do Botafogo-PB provocam Gerson Gusmão com notas falsas
A partida entre Belo e Leão é válida pela Série C do Campeonato Brasileiro

"Mas na primeira entrevista eu estava com muita raiva da diretoria, porque não queria sair, estava em fase boa, no Rio de Janeiro, perto da minha família. Estava na fase meio boêmia, me perguntaram que em BH [Belo Horizonte] não ia poder sair, eu fui falar… Não estou tentando me justificar, aconteceu, não tem como voltar atrás, a palavra já foi dita. Falei “agora é outra coisa, estou em time grande”, mas não queria falar sobre o Botafogo, Deus sabe do meu coração. Por isso a torcida tem esse sentimento de amor e ódio. É uma parada que errei, assumi diversas vezes, me arrependo porque o clube está no meu coração, me formou, devo muito ao Botafogo. Foi coisa que aconteceu, não volta mais, bola para a frente, porque não vai acabar a minha vida por causa disso", explicou o atleta.

Ao ser questionado sobre seu futuro no clube, Sassá não escondeu seu carinho pelo Glorioso.

"Sim. Se falar que a torcida não gosta de mim, não está mentindo. Fui um cara muito importante em algumas fase, é um clube que tenho carinho grande e a torcida sabe a admiração e o respeito que tenho", disse.

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES