Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Jogador que chamou supervisor do Vasco de preconceituoso pede dispensa do Bragantino

Atacante não durou dez dias de trabalhos no Tubarão

Braz Chucre

o contrato do atacante Hendrick, ex-Vasco da Gama, com o Bragantino, durou menos de dez dias. Nesta quarta-feira, 10, o Tubarão anunciou o desligamento do jogador do elenco tricolor.

De acordo com informação passada pela assessoria bragantina, Hendrick pediu dispensa alegando problemas de adaptação ao clima da cidade, além de argumentar dificuldades para encarar campos pesados da região.

Houve acordo entre as partes, sobretudo, pelo lado da empresa que gerencia a carreira do jogador de 21 anos.

Polêmica

Destaque na Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2019, pelo Manthiqueira, do interior paulista, marcando cinco gols em quatro jogos, Hendrick recebeu proposta do Vasco para passar por um período de teste. O jogador se envolveu numa polêmica e foi dispensado.

O atacante acusou um supervisor do clube carioca de preconceito, alegando que sua dispensa foi porque era morador de favela e tem várias tatuagens pelo corpo. Contudo, pouco mais de um mês depois, ele pediu desculpas, alegando um momento de descontrole.

Ele voltou ao Manthiqueira, mas acabou não ficando também. Surgiu uma oportunidade no futebol europeu. E foi jogar no Naval 1893, da terceira divisão de Portugal. Hendrick ainda passou pelo Fc lviv, da primeira divisão da Ucrânia. Agora, foi liberado pelo Tubarão.

Segundo a diretoria do Bragantino, a empresa vai enviar outro atacante para substituir Hendrick  

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES