Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Neymar, Ronaldo e pedido por centroavante: veja 6 as coincidências nas Copas de 2022 e 2002

Com a aproximação da estreia da Copa, as coincidências podem trazer conforto para os torcedores mais ansiosos; Brasil busca título em 2022, 20 anos depois da Copa de 2002, quando ganhou de 2x0 da Alemanha na final

Gabriel Mansur

A Copa do Mundo no Qatar se aproxima, e com menos de três meses para o início da competição, que terá partida de estreia no dia 20 de novembro, os brasileiros buscam diversos motivos para acreditar que o hexacampeonato vem nesta edição. Tem quem não acredite em superstições, mas separamos algumas coincidências que a Copa do Qatar tem com a Copa do Mundo de 2002, quando conquistamos a nossa última taça.

VEJA MAIS

Copa do Mundo: Com restrição de locais e horários, saiba como funcionará a venda de bebidas no Qatar
Serão divulgadas atualizações sobre o consumo de álcool no país, em documento produzido por autoridades do local em conjunto com o Comitê Organizador da competição

Copa do Mundo: Fifa inicia Tour da Taça nos 32 países classificados; saiba quando chegará ao Brasil
O Tour da Taça da Copa do Mundo da Fifa já passou por 19 países e agora visitará os 32 classificados, iniciando pela Coréia do Sul; Brasil receberá o troféu em outubro: confira as datas

Copa do Mundo 2022: 2,45 milhões de ingressos já foram vendidos; saiba quais jogos mais buscados
Camarões x Brasil e Brasil x Sérvia estão entre os jogos mais procurados nesta fase de venda de ingressos; última fase de venda de ingressos começará no fim do mês de setembro

Ronaldo e Neymar: craques disputam a 3ª copa sob pressão de ter na competição 'a Copa da afirmação'

Neymar vem tendo ótimas atuações pelo PSG neste início de temporada europeia (Reprodução/O Dia)

Artilheiro do Brasil em Copas, Ronaldo Fenômeno chegou a competição de 2002 como uma surpresa. O craque ficou afastado dos gramados por um período prolongado, deixando de ser um destaque na imprensa europeia. Além disso, Ronaldo teve uma péssima atuação na final da Copa de 1998, quando o Brasil perdeu de 3x0 para a França, e o jogo ainda estava na memória dos brasileiros.

Neymar também não é diferente. Após sucessivas lesões e problemas de comportamento dentro e fora de campo, o camisa 10 da seleção brasileira é amado por alguns e criticado por muitos. Chamado de “traiçoeiro” e “vaidoso” por Casagrande, o atacante vem se destacando durante o início da temporada europeia, e volta a chamar a atenção, aumentando as expectativas para a Copa de 2022

O Fenômeno voltou como surpresa na Copa de 2002, se tornando o artilheiro da competição, com oito gols, sendo os dois da final contra a Alemanha. Ronaldo conseguiu se superar e foi coroado um dos grandes jogadores da história do futebol. A expectativa é que Neymar faça o mesmo.

Lateral capitão: Dani Alves e Cafu são laterais direitos que chegaram como experientes do grupo e na lista de líderes do elenco

Daniel Alves é figura carimbada de Tite. Se preparando para a quarta Copa, o lateral direito atualmente está jogando pelo Pumas, do México. O experiente lateral tem 43 títulos na sua carreira, sendo o jogador com mais títulos oficiais na história do futebol. Cafu, atualmente com 52 anos, já era um jogador experiente na Copa de 2002, quando atuava pelo quinto ano seguido no Roma.

Cafu se tornou o capitão daquela seleção campeã, e levantou a taça de 2002, após a vitória do Brasil sobre a Alemanha, vitória pela qual o lateral teve participação importante. Na camisa, o lateral escreveu “100% Jardim Irene”, lembrando da origem humilde no bairro periférico de São Paulo. Dani Alves não é diferente. Nascido em Juazeiro, na Bahia, o ídolo do Barça também superou uma origem humilde e agora pretende conquistar o título mais importante do mundo do futebol.

Pedro e Romário: antes das Copas, a torcida e a imprensa pediram a convocação dos centroavantes

Pedro está em ótima fase e a sua escalação para a Copa é aclamada pela torcida (Reprodução/Redes Sociais)

É inegável que o atacante Pedro, do Flamengo, está jogando muita bola neste ano de 2022, desde que vem sendo colocado ao lado de Gabriel Barbosa, após a entrada de Dorival Junior no comando do rubro-negro. Não apenas a torcida do Flamengo, mas quem acompanha as atuações do jogador - que já marcou 11 gols na Copa Libertadores, quer o craque, que está em ótima fase.

Em 2002, Romário foi aclamado pela torcida, mas não chegou a ser convocado pelo técnico da seleção na época, o Felipão. Em 2010, o jogador chegou a dizer que “se existisse Twitter em 2002, a campanha (...) para a Copa teria sido muito maior. E quem sabe teria dado certo”.

Dessa vez, ao que tudo indica, o jogador mais aclamado pela torcida será convocado. Tite já deu pistas em diversas entrevistas que levaria o craque do Flamengo, e chegou a dizer que Pedro estaria “se convocando”.

Seleções vermelhas: na primeira fase de 2002, o Brasil enfrentou Turquia e China. Nesta, enfrentará Sérvia e Suíça

Seleção da Suíça (Reprodução/Vermelho)

Para quem busca outros tipos de coincidência, o fato de que o Brasil vai enfrentar duas seleções vermelhas na fase de grupos se repete. Em 2002, a seleção brasileira venceu a Turquia por 2x1 e a China, por 4x0. Agora, em 2022, o Brasil repete os adversários da Copa de 2018, Sérvia e Suíça, duas seleções que também têm uniformes vermelhos.

Seleção chinesa, em 2002 (Reprodução/Revista Série Z)

Goleiro do Palmeiras: em 2002, Marcos foi convocado sendo goleiro de um Palmeiras embalado em títulos, assim como deve ocorrer com Weverton em 2022

Em 2002, o goleiro Marcos, do Palmeiras, foi o defensor escalado pelo técnico Felipão para vestir a camisa 1 da Seleção Brasileira, por conta do bom momento que o jogador vinha tendo no time, que embalou diversas conquistas na virada do século, sendo uma delas a Libertadores de 1999

Neste ano, o campeão olímpico Weverton também deve ser escalado por Tite. Apesar de disputar a vaga de titular com outros dois goleiros de alto nível, Alisson e Ederson, o jogador do Palmeiras está tendo ótimas atuações pelo Porco e aproveita o embalo do time paulista, que venceu a Libertadores em 2020 e 2021

Local inédito: Copa de 2002 marcou a primeira vez da competição na Ásia. Desta vez, o torneio vai estrear no Oriente Médio

Uma outra coincidência não tem a ver com a seleção brasileira, mas sim, com o local da Copa. A competição de 2002 foi disputada no Japão e Coreia do Sul, estreando as Copas do Mundo no continente asiático. Agora, em 2022, é a vez do Qatar ser o primeiro anfitrião de uma região do globo, o Oriente Médio

Torcedores querem o hexa em 2022

Sem dúvidas, as coincidências são muitas, e a expectativa dos torcedores só cresce com relação a Copa do Mundo. Apoiados nas coincidências antes da competição, o número “2” pode ser sinônimo de felicidade para o Brasil. Foi campeão em 2002, com dois gols na final da Copa. Agora é a vez de 2022, 20 anos depois.

(Estagiário Gabriel Mansur, sob supervisão do editor executivo de OLiberal.com, Carlos Fellip)

Copa do Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES