Com pênalti no fim, Vasco perde para o Coritiba no Couto Pereira

Pikachu cometeu a penalidade ao puxar Robson dentro da área. Em jogo que Cruz-Maltino teve mais chances, Fernando Miguel defendeu a cobrança, mas o árbitro mandou voltar

Felippe Rocha

O Vasco talvez tenha atacado o suficiente para vencer, mas não contava com o pênalti cometido por Yago Pikachu na reta final do jogo. Os dez minutos finais foram mais emocionantes do que todo o período anterior, e com a derrota por 1 a 0 para o Coritiba o Cruz-Maltino segue com 17 pontos e deixa o G4. O Coxa vai a 11 pontos, saindo da zona de rebaixamento.

POUCA EMOÇÃOA primeira etapa foi marcada por superioridade das defesas sobre os ataques. Apesar do esforço das equipes, não houve mais do que três lances de perigo: um chute de fora da área de Talles Magno, aos oito minutos, que foi para fora; uma finalização também por cima do gol feita por Robson, do time da casa, aos 14; e a defesa de Wilson após o chute de Cano. Aos 29 minutos, o argentino roubou bola de Hugo Moura.

PRESSÃO DO VASCO NO 2º TEMPOAos 11 minutos, Bruno César cruzou, Cano chutou de primeira e a bola foi no canto direito inferior de Wilson, que fez grande defesa. Aos 15, o mesmo Cano rolou para Ygor Catatau, que preferiu deixar para Talles Magno. O chute de primeira foi na trave esquerda do goleiro do Coxa.

VASCO INSISTEO Cruz-Maltino estava melhor. Após jogada pela esquerda, Talles cruzou e a bola sobrou para Guilherme Parede. O chute, fraco apesar de colocado no canto esquerdo, foi defendido pelo goleiro. O time visitante era mais presente no campo de ataque.

O VACILO, A DEFESA E O GOL DO COXAAos 40 minutos, após cruzamento da direita, Yago Pikachu cometeu pênalti ao puxar Robson dentro da área. O lance foi discreto, o árbitro de campo não viu, mas o de vídeo alertou. Na cobrança, Sabino usou de seu estilo característico, mas Fernando Miguel defendeu. O problema foi que o goleiro do Vasco tirou os dois pés da linha, o que não é permitido. Na nova batida, Robson cobrou e abriu o placar.

RECLAMAÇÃO VASCAÍNAPelo retorno da cobrança, o técnico do Vasco, Thiago Kosloski, reclamou e foi expulso; minutos depois, Neto Borges sofreu um pisão dentro da área e o árbitro principal não marcou nada. Mas o árbitro de vídeo viu, chamou Luiz Flavio e ele foi ao vídeo. Mas a marcação do campo prosseguiu.

FICHA TÉCNICACORITIBA 1 X 0 VASCOData-Horário: 20 de setembro, às 26hEstádio-Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR)Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa/SP)Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa/SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)Árbitro de vídeo: Thiago Duarte Peixoto.Cartões amarelos: Sarrafiore (CFC); Ygor Catatau (VAS)Cartão vermelho: Thiago Kosloski (VAS)

Gol: Robson (44'/2ºT)

CORITIBA: Wilson, Natanael, Rodolfo Filemon, Sabino e William Matheus; Matheus Sales, Hugo Moura (Ramírez, 45'/2ºT), Matheus Bueno (Thiago Lopes, 16'/2ºT) e Sarrafiore (Yan Sasse, Intervalo); Giovane Augusto (Gabriel, 29'/2ºT) e Robson - Técnico: Jorginho.

VASCO: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Miranda, Marcelo Alves e Neto Borges; Bruno Gomes (Fellipe Bastos, 28'/2ºT), Marcos Junior e Bruno César (Ribamar, 28'/2ºT); Ygor Catatau (Guilherme Parede, 28'/2ºT), Cano e Talles Magno (Lucas Santos, 45'/2ºT) - Técnico: Thiago Kosloski.

Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES