Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Vendedor de paçoca chama a atenção com cartaz diferente em Belém

Quem recebe Matheus Vinicius com sorriso no rosto ganha desconto de 80% no doce

O Liberal

A inflação pegou em cheio todos os produtos do cotidiano do brasileiro e sobrou até para as paçocas vendidas nos semáforos de Belém. Uma única unidade pode chegar a custar R$ 5 na avenida Duque de Caxias. Mas calma: o preço é fictício e faz parte de uma estratégia do vendedor Matheus Vinicius, que passa as manhãs buscando sorrisos dos compradores e oferece em troca um desconto de 80% na paçoca.

"Anuncio por cinco reais, mas com um sorriso fica um real. A gente precisa se destacar no meio de tantas coisas iguais, né?"

Matheus estava trabalhando como recepcionista em um salão de beleza antes de embarcar na nova empreitada, que iniciou no dia 6 de janeiro. Ele costuma trabalhar de 8h até às 12h e por enquanto não está se dedicando a nenhuma outra função. O foco é total nas vendas de paçocas, que segundo ele, é um degrau para sonhos futuros. 

"Estou arrecadando dinheiro para até o final do ano entrar no ramo da internet, para mexer com Youtube, Instagram, Facebook", afirma ele, que quer ser criador de conteúdo. Matheus considera a estratégia bem sucedida: em um bom dia, consegue vender até R$ 100 de paçoca - ele conta que o movimento sobe no início do mês, quando a maioria dos trabalhadores recebe o salário, mas que cai por volta do dia 15 até o dia 26. "É quando o pessoal tá liso, mas é assim mesmo", diz.

O vendedor de paçocas e sorrisos conta que a ideia não é dele, e sim que viu na internet um trabalhador em São Paulo utilizar esta "ação de marketing" para já quebrar o gelo com os possíveis clientes.

"No ônibus alguns clientes ficam retraídos. Às vezes os clientes não querem ouvir historias de lamentação, tem gente que já chega matando o pai e a mãe nas histórias que contam. Queria fazer diferente. Parece uma atitude pequena mas foi uma forma que encontrei para fazer o dia das pessoas um pouco melhor", afirma.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA