Servidores do Detran entram em greve nesta segunda-feira (20)

Serviços mais prejudicados com a paralisação têm sido os de vistoria e lacre de veículos

Redação Integrada

Servidores do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran-Pa) iniciaram uma greve, nesta segunda-feira (20). Os serviços mais prejudicados com a paralisação têm sido os de vistoria e lacre de veículos, feitos na Augusto Montenegro, onde uma fila de carros se formou e algumas pessoas reclamaram da demora para atendimento. A parte de emissão de documentos não teria sido afetada. O Liberal esteve no Detran da Antônio Barreto e motoristas ouvidos afirmaram que o atendimento estava normal. 

A categoria pede reposição inflacionária referente à data-base de abril/2019, no índice de 4,31%; reajuste da Gratificação de Trânsito dos Servidores, também no índice de 4,31%; revogação da Portaria de Terceirização da Vistoria Veicular no Estado do Pará, cujo credenciamento de empresas importaria em renúncia de receita pública da ordem de milhões de reais, assim como significaria usurpação do poder de polícia administrativo da autarquia de trânsito e das atribuições legais do quadro de vistoriadores concursados desde 2009 no Detran-PA. Além disso, os grevistas pedem revisão do PCCR dos servidores do Detran e avaliação periódica de desempenho dos trabalhadores de trânsito da autarquia; e concurso público regionalizado para preencher 830 cargos vagos existentes na autarquia, tanto na área fim, quanto na área meio do Detran.

Na manhã desta segunda, os servidores que aderiram a paralisação se mobilizaram em frente ao órgão, na Augusto Montenegro. A greve foi aprovada em assembleia geral realizada na última quarta-feira (15).

"A avaliação é positiva. A categoria entendeu o chamado do Sindicato. Entendeu que devemos lutar por dignidade e melhores condições de trabalho", declarou Carlos Guimarães, secretário do Sindtran. A entidade alega que as tentativas de diálogo com a direção do órgão têm sido ignoradas.

Pelas redes sociais, o Detran informou que “a greve parcial dos servidores não afetou o funcionamento do órgão. Apenas os serviços de Veículos e Habilitação estão com a operação reduzida”. Ainda segundo o órgão, a portaria que estabelece critérios para o credenciamento de empresas terceirizadas para a realização de serviços específicos de vistoria - principal reclamação do Sindtran - é amparada pelo CTB (Código de Trânsito Brasileiro) e utilizada em outros Estados brasileiros. “A terceirização para os serviços de vistoria veicular atende a crescente demanda decorrente do aumento da frota de veículos, além de oferecer mais opções e comodidade aos usuários, diminuindo as filas e garantindo mais transparência ao serviço”, diz a nota, divulgada pelo órgão.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!