Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Programa 'Bora Belém' vai ser prorrogado por mais um ano, com valores atualizados; entenda

O ato de prorrogação será assinado na noite desta sexta-feira

O Liberal

O programa de transferência de renda "Bora Belém", criado pela Prefeitura de Belém e que tem o apoio do Governo do Estado, vai ser estendido por mais 12 meses. Na noite desta sexta-feira (20), Prefeitura e Governo assinam o ato da prorrogação na Arena Guilherme Paraense, o Mangueirinho.

Conforme já havia sido anunciado pela gestão estadual, os valores pagos foram atualizados em R$ 50, de acordo com a composição do núcleo familiar. Mulheres com um filho, que recebiam R$ 150, passaram a receber R$ 200,00; com dois e três filhos, R$ 350,00 (antes recebiam R$ 300); e para mulheres com quatro ou mais filhos o auxílio chega a R$ 500,00 (antes era R$ 450).

VEJA MAIS

Prefeitura anuncia aumento de R$ 50 no valor do Bora Belém
Ao lado do governador Helder Barbalho, Edmilson Rodrigues garantiu que os beneficiários do Auxílio Brasil também poderão receber valores do programa municipal

Na abertura dos trabalhos da Câmara, prefeito Edmilson Rodrigues anuncia reajuste no Bora Belém
A Prefeitura Municipal também vai conceder um auxílio emergencial aos barraqueiros e demais trabalhadores do setor de turismo de Outeiro

O Bora Belém se destina a famílias na faixa da pobreza ou abaixo da linha da pobreza já incluídas no Cadastro Único (CadÚnico), mas que ainda não foram inseridas no programa federal Auxílio Brasil (que substituiu o Bolsa Família) e nem recebem outro tipo de auxílio estadual. Em tonor de 15 mil pessoas já foram atendidas pelo programa, executado por meio de cooperação direta entre a prefeitura de Belém e o governo do Estado. A Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) é quem atua no repasse de recursos. 

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA