Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Mais de 600 servidores da UFPA cursaram mestrado ou doutorado em 2021

O reitor Emmanuel Tourinho afirma que a capacitação é uma política institucional

O Liberal

Do quadro de servidores da Universidade Federal do Pará (UFPA), em 2021, 647 técnicos-administrativos e docentes estavam cursando mestrado, doutorado ou pós-doutorado. Destes, 78% receberam os títulos já no final do ano ou no início de 2022. Veja como está dividido o quadro de 5.379 servidores:

  • 45% são doutores;
  • 19% são mestres;
  • 19% são especialistas;
  • 10% são graduados;
  • 7% possuem o ensino básico.

A administração superior da universidade afirma que os números são resultado da política institucional da reitoria, que entende a qualificação dos profissionais como quesito prioritário.

VEJA MAIS

Governo do Pará e UFPA vão estudar o aprofundamento de canais próximos à Vila do Conde
Com as obras, caso sejam possíveis, a ideia é aumentar o escoamento da produção paraense. Estudo deve ficar pronto em dois anos.

UFPA: produção de conhecimento na Amazônia tem repercussão internacional
Instituição conquista posições em rankings internacionais e é destaque nacional

“É missão da Universidade Federal do Pará proporcionar aos seus servidores e às suas servidoras uma formação qualificada e continuada, estimulando o envolvimento com o ambiente da ciência e da inovação entre servidores técnico-administrativos e docentes. A política de qualificação e capacitação tem papel central em nosso plano de gestão”, afirma o reitor Emmanuel Tourinho.

Entre os servidores em qualificação em 2021, 55% (355) são técnicos-administrativos e 45% (299) são docentes. Do total, 187 servidores (28,9%) são lotados em campi de outros municípios além de Belém. O que “evidencia os investimentos na interiorização da pós-graduação e da qualificação”, diz a assessoria de comunicação da universidade.

UFPA está entre as 400 melhores instituições com impacto no desenvolvimento sustentável do mundo
Entre as 48 universidades brasileiras avaliadas, a UFPA está no quarto grupo de instituições mais bem posicionadas

Avanço da produção científica da UFPA é reconhecido por ranking internacional
Em 2022, a UFPA subiu 75 posições no SCImago Institutions Rankings (SIR), que avalia a influência científica das instituições de ensino e pesquisa pela análise da repercussão da produção científica nas bases de dados internacionais

 A pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, Iracilda Sampaio, destaca os dados obtidos como acima da média do que já foi apresentado na história da UFPA. “Os resultados que temos alcançado com os investimentos feitos na qualificação de servidores são extraordinários e motivo de celebração. A Instituição está olhando para o servidor não só como técnico ou professor, mas também como sujeitos críticos, com capacidade de buscar na Ciência soluções para os diversos problemas sociais e para os serviços oferecidos pela universidade, que tem como público final a sociedade”, comemora.  Ela ainda destaca:

“Temos contado ainda com a sensibilidade dos gestores para compreender e incentivar o desenvolvimento de servidores e servidoras em todas as unidades”.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA