Já são 11 ataques ao sistema de transmissão, com 4 torres derrubadas, diz Aneel

Quatro torres foram derrubadas, sendo três em Rondônia e uma no Paraná

O Liberal
fonte

A contagem de ocorrências relacionadas a torres de transmissão ao longo do mês de janeiro no Brasil foi atualizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Já são 11 ocorrências (3 em Rondônia, 4 no Paraná, 3 em São Paulo e 1 no Mato Grosso) nas quais 4 torres foram derrubadas (3 em Rondônia e 1 no Paraná) e 16 danificadas (6 no Paraná, 3 em São Paulo, 6 em Rondônia, 1 em Mato Grosso). As informações são da Agência Estado.

VEJA MAIS

image PF conduz investigação sobre ataques a torres de energia
Silveira diz que não se pode ainda afirmar que haja uma ligação política, mas há ‘convergência’

image Quinto ataque a torres de energia é registrado no país pela ONS
Crime aconteceu no estado de Rondônia, mas não houve consequência significativa no fornecimento de eletricidade

image 'Nunca se fez com o patrimônio público o que foi feito ontem', diz Janja sobre invasões em Brasília
Em mensagem de repúdio à destruição nas sedes dos Três Poderes, a primeira-dama pede que Lula "não baixe a cabeça"

Os problemas causados nas torres começaram na noite de 8 de janeiro, quando grupos extremistas atacaram as sedes dos Três Poderes, em Brasília. Apesar da coincidência das datas, não há comprovação de que os eventos estejam relacionados. Na semana passada, o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, afirmou que as investigações sobre os episódios estão sendo conduzidas pela Polícia Federal (PF).

Palavras-chave

Economia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA