Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Indústrias de transformação ganham destaque no Pará

Atividades como fabricação de bebidas, alimentos e produtos de madeira causaram impacto positivo a indústria paraense em abril, segundo IBGE

Laís Santana

O Pará fechou o mês de abril com índice mensal da Indústria em Geral em 106%, de acordo com a Pesquisa Mensal da Indústria (PIM) Regional, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em abril do ano passado a taxa era de 135,7%. A produção de bebidas, alimentos e produtos de madeira apresentaram destaque no período em que a variação com ajuste sazonal foi de 0,3%.   

A PIM Regional produz indicadores de curto prazo sobre o comportamento do produto real das indústrias extrativa e de transformação. Mensalmente, a pesquisa gera índices para 14 unidades da federação cuja participação é de, no mínimo, 1% no total do valor da transformação industrial nacional e, também, para a região Nordeste. Na região Norte, são investigados o Amazonas e o Pará.

“Quando se compara abril com março, houve um crescimento da produção física industrial de 0,3%. É importante frisar que no mesmo período, em nível de Brasil, houve uma queda  na produção física industrial de -1,3%. Quando a gente avalia os 14 locais investigados pela pesquisa, ocorreu crescimento da atividade industrial em apenas 5, dentre estes está incluso o Pará”, pontua Luiz Cláudio Martins, Analista da Unidade Estadual do IBGE no Pará.

Na análise da atividade paraense, os dados apontam que, na comparação com abril de 2020 houve uma variação de 6%. Já o acumulado para o ano ficou em 3,8% e o acumulado dos últimos 12 meses, em -0,4%.

A Indústria Extrativista alcançou o índice de 107%, menor do que registrado em 2020 quando a taxa marcou 148,4%. 

As três atividades que, em abril de 2021, ficaram com maiores índices fazem parte do grupo da Indústria de Transformação: fabricação de bebidas, com índice de 152,2% (em abril de 2020, era 52,4%); produtos alimentícios, com 146,5% (era 48,9% em abril de 2020); e a fabricação de produtos de madeira, com 140% (era 91,8% em abril de 2020).

Ainda no mesmo grupo, a fabricação de produtos minerais não-metálicos teve índice mensal de 88,8% (em abril do ano passado era 116,7%). A fabricação de celulose, papel e produtos e papel teve índice de 86,3% (foi 152% em abril de 2020). E a metalurgia teve o menor índice de abril de 2021: 55,2% (em abril do ano passado estava em 146%).

Os dados completos da PIM Regional para o estado do Pará estão disponíveis no Sistema IBGE de Recuperação Automática (SIDRA) e podem ser acessados através do link https://sidra.ibge.gov.br/tabela/3653#resultado.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA