Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Convênio entre MTur e Banco da Amazônia vai garantir empréstimos ao setor de turismo

Cadastur já conta com um total de R$ 5 bilhões liberados e disponibilizados por meio do Banpará, Caixa e Basa

Evandro Flexa

Integrante da comitiva do presidente Jair Bolsonaro, que estará em Belém nesta sexta-feira (23) para a entrega de alimentos do Programa Brasil Fraterno, no depósito de suprimentos do Exército, que fica no bairro da Pratinha II, o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, também cumprirá agenda na capital. Trata-se da formalização de convênio com o Ministério do Turismo (MTur) para aporte de R$ 128 milhões ao Banco da Amazônia (Basa) para a concessão de empréstimos por meio do Fundo Geral de Turismo (Fungetur).

É o Fungetur que proporciona financiamentos em todo o país com taxas e prazos diferenciados a empreendimentos registrados no cadastro oficial de pessoas físicas e jurídicas do setor de turismo (Cadastur), que já conta com um total de R$ 5 bilhões liberados para o setor e que, segundo Machado, constitui a maior liberação de recursos da história para o setor, disponibilizados por 29 instituições financeiras credenciadas, entre as quais, no Pará, a Caixa Econômica, o Banco da Amazônia e o Banpará.

Sobre a pauta do desemprego no setor de turismo, um dos mais atingidos pela pandemia, o ministro afirma que houve aprovação de uma Medida Provisória focada na manutenção de empregos, por meio do pagamento de auxílio emergencial, da flexibilização de salários, da jornada de trabalho e da suspensão temporária de contratos de trabalho.

Ele ressalta que muitas empresas puderam lançar mão da MP nos momentos mais difíceis, para preservar os empregos. “Sabemos que os colaboradores, o capital humano, são o bem mais precioso das empresas, e nesse sentido o Brasil foi elogiado internacionalmente por ser um dos países que menos desemprego teve no setor de turismo da América Latina”, afirmou o ministro.

Ele ressaltou a importância da gastronomia e da classe artística na divulgação do turismo e da cultura do Pará, e afirmou que o MTur pretende fomentar o setor e avaliar quais convênios ainda podem ser firmados. Também mencionou, sem maiores detalhes, obras para o turismo nos municípios paraenses de Capanema, Santarém, Itaituba e Uruará.

Agenda

A agenda do ministro Gilson Machado Neto junto com o presidente Jair Bolsonaro começa pela manhã, em Manaus (AM), onde eles entregarão a ampliação do Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, um investimento de R$ 40 milhões do MTur.

Também em Manaus, haverá a entrega de alimentos do Programa Brasil Fraterno, do governo federal, o mesmo que ocorrerá em Belém na parte da tarde. O programa busca criar uma rede nacional de solidariedade para garantir segurança alimentar a famílias em situação de vulnerabilidade social.

O Brasil Fraterno foi lançado pelo Governo Federal no último dia 26, em Aparecida (SP). A iniciativa é coordenada pelo Programa Pátria Voluntária, que tem à frente a primeira dama, Michelle Bolsonaro.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA