CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Contribuintes que perderem prazo do Imposto de Renda devem fazer declaração 'o mais rápido possível'

Segundo contador, é importante preencher a declaração, enviar com todas as informações mesmo fora do prazo e evitar complicações maiores

Elisa Vaz
fonte

Se um contribuinte se enquadra no grupo que é obrigado a fazer a declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) 2024 e perder o prazo, que encerra nesta sexta-feira (31), estará sujeito a uma multa por atraso na entrega da declaração. O valor mínimo é de R$ 165,74, mas pode chegar a 20% do imposto devido. Além disso, o contribuinte enfrenta também problemas com a Receita Federal, como o bloqueio da restituição, caso tenha direito, até a regularização da situação. Pode ficar ainda com pendências no CPF, trazendo alguns prejuízos para o cidadão.

Mesmo após o fim do prazo, no entanto, o contribuinte deve fazer a declaração e se regularizar com o Fisco o mais rápido possível. “A partir de 1º de junho, quem não conseguiu declarar no prazo deve regularizar a sua situação perante a Receita Federal o mais rápido possível. Então, na semana seguinte, já é recomendado fazer a declaração. É importante preencher a declaração, enviar com todas as informações mesmo fora do prazo para pagamento da multa e evitar complicações maiores”, orienta Luiz Paulo Guedes.

VEJA MAIS

image Deixou a declaração do Imposto de Renda para a última hora? Veja dicas para não errar
Para quem deixou para a última hora, a maior dificuldade é conseguir juntar os documentos a tempo do prazo, segundo contador. No Pará, Receita ainda espera a entrega de 125 mil DIRPF

image Prazo para declarar o imposto de renda termina nesta sexta (31/05)
Contribuintes precisam se atentar para não perder o prazo da declaração

image Quais documentos são necessários para declarar Imposto de Renda? Confira a lista completa
Prestação de contas é uma obrigação anual para muitos brasileiros

Ainda de acordo com o contador, o contribuinte deve acessar o programa da Receita Federal, preencher as informações, revisar, validar a declaração e enviar. Isso vai gerar uma multa de forma automática para ser paga. O cidadão vai efetuar o pagamento e, com isso, consegue resolver a situação na semana seguinte. “Assim, ele vai ter um impacto menor, financeiramente falando, e um impacto legal do ponto de vista de fiscalização menor também, porque ele cumpre a obrigação, paga a multa e não vai ter problemas maiores com a Receita Federal”.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Economia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA