Ex-paquita se machuca antes de acusar marido de agressão; assista

No vídeo, Pituxita aparece se cortando e se machucando propositalmente antes de ir para a delegacia

Redação integrada, com informações do UOL

Imagens obtidas e divulgadas pelo Blog do Leo Dias podem causar uma reviravolta no caso da ex-paquita Ana Paula Pituxita, que no início de abril deste ano acusou o ex-marido, José Roberto Barbosa, de agressão, conseguindo inclusive uma medida protetiva contra ele na Justiça. Essa medida fez com que Roberto saísse da sua própria casa.

No vídeo, das câmeras de segurança do condomínio onde o casal morava, Pituxita aparece se cortando e se machucando propositalmente antes de ir para a delegacia acusar Roberto. Com algum objeto que encontra no chão do local, a ex-paquita faz três machucados no corpo, sendo um corte no antebraço esquerdo, outro no mesmo braço e um na mão direita. Na imagem, é possível ver ainda uma expressão de "dor" da ex-paquita ao se machucar.

Assista o vídeo:

 

As imagens, que estão no processo como prova de defesa de Roberto, coincidem com o cenário que Pituxita apresentou para o público em suas redes sociais. Ela estava no mesmo local e mesma roupa quando gravou vídeos e publicou em seu perfil acusando o ex-marido e alertando as mulheres.
O advogado de Pituxita, Sylvio Guerra, não foi encontrado para comentar as imagens. Já a assessora da ex-paquita, Taty Guimarães, ao atender uma ligação se disse "surpresa" com a existência do vídeo em que sua assessorada se agredia.
Pituxita confessou que fez os machucados, justificando o fato por "estar com raiva". "Estava me limpando, sentindo dor no pescoço. Não sabia onde tinha me machucado. Estava me segurando e comecei a me machucar mesmo, estava com raiva do que ele estava fazendo.  Ele iria continuar tentando tirar meu filho. Aí eu errei, estava com muito ódio. Não vou falar que eu estava certa. Eu ampliei e acabei fazendo isso, foi isso, ampliei", assumiu Pituxita, visivelmente nervosa com a informação sobre a existência do vídeo.
"Ele começou me agredindo, me jogou longe, rasgou minha boca, me jogou em cima de uma pilha de tijolos e rasgou minha mão. Aí ele saiu com o carro debochando. Não tenho medo nenhum de julgamento da imprensa, por isso eu ampliei o que houve", completou ela, justificando que o restante se tratava de segredo de Justiça. 

Televisão