'Sarau do Povo da Noite' realiza evento gratuito na Casa da Linguagem

'Damos liberdade a quem participa do sarau para que se expresse da forma que preferir', disse Rodrigo Briveira, professor e poeta

Emanuele Corrêa

Desde 2017 acontece o encontro de poesia falada que deu origem ao "Sarau do Povo da Noite". E hoje, 29, a partir das 18h na Casa da Linguagem, situada na avenida Nazaré, 31, na esquina com a avenida Assis de Vasconcelos os poetas se reúnem e recebem o público para celebrar mais uma edição. As pessoas são convidadas para espontaneamente lerem textos de autoria própria ou de outros autores. A entrada é gratuita.

Rodrigo Briveira, professor e poeta, relembrou que o objetivo de criar um evento itinerante veio da necessidade de que a palavra fosse "o centro das atenções". "Há muitos saraus em que a poesia está ancorada a outra forma de expressão artística como a música, sendo colocada em segundo plano. No entanto, damos liberdade a quem participa do sarau para que se expresse da forma que preferir. O nome 'Povo da Noite' é uma homenagem a um poema do poeta Pedro Tierra chamado 'Poemas do povo da noite'", contou.

Questionado sobre o diferencial deste ano, Rodrigo revelou que celebram mais uma edição, com o tema: a importância da palavra falada. "O diferencial é que nossa agenda está cheia de eventos pela cidade de Belém. Há sempre gente se lançando no Sarau do Povo da Noite como artista, mas não pautamos pelo estrelismo, ou seja, não convidamos artistas famosos para estrearem no sarau. Eles estão lá, mesmo que não os anunciemos, junto de outras pessoas que participam pela primeira vez, lendo seus textos; não convidamos uma pessoa, mas várias para formar o Sarau do Povo da Noite que é feito para ser de todos, artistas ou não", afirmou.

Para o cenário do Brasil atual, o poeta destaca a importância da literatura e das artes. Prestigiar o evento, para ele, também é um ato de resistência. "Vivemos um período em que precisamos sair do conforto e partir para o confronto. A arte em geral, e nela incluo a literatura, tem sido o meio utilizado para confrontar as diversas questões e conflitos que abalam nossa sociedade", iniciou.

"Fazemos arte como necessidade de resistência, como ato revolucionário, pois o contexto que vivemos pede/influencia esse tipo de reação. No Sarau do Povo da Noite, a arte se encontra pulsando em cada pessoa que lê/fala e que escuta. Trata-se de um evento que toca quem nele participa, principalmente, quando se trata de alguém interessado em mostrar o que anda escrevendo e não encontra oportunidade para isso", concluiu.

Rodrigo reforçou o convite aos artistas e público em geral e ainda reforçou que caso haja interesse de uma edição do Sarau do Povo da Noite em um bairro específico, as pessoas podem entrar em contato para conversar. "Não prometemos momentos incríveis, mas sim poesia em excesso... O Sarau do Povo da Noite é um evento que circula por diversos espaços culturais e bairros de Belém, seja no centro ou na periferia. Se você não conhece, sugiro que participe da edição que iremos realizar nesta quinta-feira (29) às 18h na Casa da Linguagem", concluiu.

 

Serviço:

Evento: Sarau Povo da Noite

Data: quinta-feira, 29/09.

Local: Casa da Linguagem, avenida Nazaré, 31, na esquina com a avenida Assis de Vasconcelos.

Horário: 18h

Mais informações: Instagram @povo_da_noite 

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA