Propondo viagem pelas letras, Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes inicia neste sábado

Este ano o evento tem como homenageados João de Jesus Paes Loureiro e Zélia Amador de Deus

Vito Gemaque

Os amantes da literatura iniciam hoje pelo 23º ano uma jornada por várias e histórias e vozes durante a Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes, no Hangar – Centro de Convenções da Amazônia. O evento, que já está de portas abertas, tem expectativa de movimentar mais de R$ 10 milhões em negócios neste ano com um público de aproximadamente 400 mil visitantes. O evento com entrada gratuita seguirá até o dia 1º de setembro, no Hangar Centro de Convenções da Amazônia. Uma das novidades divulgadas é a expansão da feira com os salões literários para os municípios de Parauapebas e Bragança. Este ano os grandes homenageados serão João de Jesus Paes Loureiro e Zélia Amador. A solenidade de abertura da feira acontecerá hoje, a partir das 19h.

Veja a programação completa da Feira

O evento estará instalado em aproximadamente 4.364,50 m² com 207 estandes e programação pautada na valorização da produção literária regional, onde a literatura paraense ganha destaque com o estande da Academia Paraense de Letras (APL) e outro dos Escritores Paraenses, com obras de diversos municípios paraenses, com lançamentos de livros, recitais de poesias e outras atividades.

De acordo com a titular da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Ursula Vidal, o objetivo é possibilitar espaços democráticos para que os diferentes segmentos sociais se sintam representados. "Na Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes consideramos muito importante neste momento de crise ambiental e climática com agravamento brutal do desmatamento na Amazônia visualizar estas vozes de afrodescendentes, das comunidades indígenas nos rios e nas florestas, da juventude que luta nas cidades, e da comunidade LGBTQI", enfatizou.

Neste sentido a programação oficial da feira terá a participação de escritores brasileiros representativos destas diversas vozes do povo brasileiro. Os convidados estarão no ‘Encontro Literário’, que será realizado todo dia às 20h, na Arena Multivozes, espaço localizado bem o centro da Feira. Dentre os convidados estão, além dos homenageados, Vitor Martins (SP), Conceição Evaristo (RJ), Socorro Simões (PA), Djamila Ribeiro (SP), Eliane Potiguara (RJ), Edyr Proença (PA), e Xico Sá (SP).

A programação ainda terá atividades em bairros periféricos da capital. “Nós temos programações em escolas em que parte dos nossos convidados irão a algumas escolas de Belém fazer parte de saraus, de conversas e de trocas de experiências”, explica a secretária Ursula Vidal. A Secretaria de Estado de Educação do Pará (Seduc) organizará a visita diária de dez escolas públicas na feira do livro.

Tornar acessível os livros é uma preocupação constante dos organizadores. Segundo o representante da Associação Nacional das Livrarias, Robério Silva, a feira também terá uma grande diversidade de títulos para agradar a todos os públicos. “Trata-se da maior importância para o mercado livreiro do Brasil. O evento já consta no calendário de editoras, distribuidoras, livrarias porque é uma das feiras que mais se vende livros ao varejo. Uma feira que tem atenção do mercado editorial. Estamos nos próximos dias com 200 toneladas de livros disponíveis para a população, os últimos lançamentos do mercado editorial, livros a cinco reais, para jovens, para o papai e mamãe, para sociedade acadêmica, enfim 90 mil títulos à disposição representados por 400 editoras”, destacou.

A feira do livro é um dos eventos anuais que mais movimento o Hangar - Centro de Convenções. O presidente da Organização Social Pará 2000, José Dantas, refletiu sobre a importância do evento para formar as novas gerações. "A feira do livro é um dos eventos mais importantes do Hangar todo o ano. A cultura estará em todos os estandes. Nunca tive acesso a uma feira de livro na minha infância com tanta cultura e tanto saber. Se o livro é o pão do saber, a feira é a mesa no qual se serve este banquete. Venham para a feira do livro", convidou.

Orquestra sinfônica abre programação cultural

As noites da 23ª Feira Pan-Amazônica do Livro irão encerrar sempre às 21h com apresentações culturais na Arena Externa. A primeira atração neste sábado (24) será a Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP), na Arena Multivozes. No domingo, dia 25, será a vez do Arraial do Pavulagem, na Arena Externa.

A segunda-feira (26) voltada para as Vozes LGBTQIA+ terá “Lineker e os Caramelows”. No dia seguinte (27), a forte voz da ex-participante do programa The Voice Brasil ‘Ellen Oléria’ irá ecoar pela feira. A quarta será a vez de um encontro especial entre a Amazônia Jazz Band com Sebastião Tapajós.

Já na quinta-feira (29), no dia das Vozes da Mulher, o público irá conferir os shows de Luê e Keila Gentil. A sexta-feira (30) será voltado para o carimbo com os grupos Carimbó Sereias do Mar e Sancari. Os últimos dias terão as grandes referências da música popular paraense estarão no sábado, dia 31, com o show “Amazônia Visceral” de Rafael Lima e Mini Paulo, e com Dona Onete. A programação encerra com as vozes urbanas com um show conjunto de MC Pelé do Manifesto, Bruno B.O e Aíla. 

 

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!