Projeto revive criações de Paulo Martins

O Grupo Liberal criou o projeto "Gastronomia Paraense - Memórias de Paulo Martins", que vai resgatar receitas do saudoso chef paraense

Bruna Lima

Quem é curioso ou amante da culinária paraense vai poder descobrir ou, para os que já a cohecem, resgatar a alquimia do embaixador da gastronomia da Amazônia, Paulo Martins, que nos deixou há 11 anos. O Grupo Liberal criou o projeto "Gastronomia Paraense - Memórias de Paulo Martins", que vai mostrar receitas de duas edições do livro "Culinária paraense- Coleção Sabores do Brasil" volume 1 e 2.

A partir do dia 18 de dezembro, a cada sábado o público vai poder conferir uma receita diferente contida nas duas edições do livro do chef paraense. Essa primeira fase do projeto tem previsão para encerrar no final de setembro de 2022. O público vai acessar o material em oliberal.com/receitas e também no jornal impresso.

A homenagem do Grupo Liberal deixou a família Martins feliz e orgulhosa. A chef Daniela Martins, filha de Paulo, diz que é uma honra manter a memória do pai, mesmo depois de 11 anos de morto. Ela destaca que a família sempre foi respeitada, mas, nos últimos seis meses esse carinho por Paulo Martins parece ter sido redobrado. 

"É muito bom e fico até emocionada em receber esse carinho pela memória do meu pai. São tantas homenagens e destaques para o trabalho que ele construiu ao longo de anos e que passou de geração para geração...", destaca Daniela.

A chef diz que seu pai está sempre presente, pois todo o processo de trabalho que executa é resultado de uma tradição familiar. "Tudo aconteceu de forma muito natural, eu chegava a comparar como uma brincadeira, mas que na verdade é sério e flui de forma muito tranquila. Tudo começou com a minha avó e veio passando pelas gerações. Esse amor pela gastronomia está no sangue", pontua Daniela Martins.

A filha do embaixador tem um vasto repertório de lembranças do pai. Uma delas envolve um dos pratos mais populares de Paulo Martins: o arroz com jambu. Na década de 80, Romulo Maiorana entrou em contato com o chef reservando um jantar especial, para recepcionar o humorista e apresentador Jô Soares e o então diretor da rede Globo José Bonifácio Sobrinho, o Boni.

"Ele pediu que meu pai preparasse o arroz com brócolis que já estava acostumado a fazer. Mas nesse período, teve falta de brócolis no mercado e o meu pai o substituiu pelo jambu. O prato deu tão certo que ele modificou a receita", recorda Daniela.

Em face dessa e de tantas outras memórias que fazem parte da biografia de Paulo Martins, Daniela acredita que o projeto vai ser um sucesso.

Projeto visa revisitar as criações de Paulo Martins

Heloá Canali, coordenadora do portal oliberal.com, explica que a partir de uma análise no Google verificou-se que a busca por receitas é um tipo de conteúdo acessado com frequência no portal de notícias. E foi pensando nisso que a equipe criou um espaço na home page apenas para receitas.

"A gente verificou que os internautas frequentemente buscavam por receitas, isso se deve à forte cultura gastronômica que temos. Foi aí que começamos a investir e divulgar receitas regionais e fáceis de fazer, que não demandam muito tempo e que são indicadas para pessoas que não têm intimidade com a cozinha, de forma que consigam aplicá-las tranquilamente. Foi um conteúdo que rendeu e todos os dias tem pelo menos duas receitas liberadas para o público", explica a coordenadora.

Em meio a esse processo, a equipe resolveu reviver um rico material deixado pelo chef Paulo Martins, com dois DVD's de receitas autorais contendo aproximadamente 20 receitas cada mídia. Além dos DVD's o material também é acompanhado pelos livros.

A liberação desse material se propõe tanto a homenagear Paulo Martins como a divulgar esse rico material deixado pelo embaixador da gastronomia da Amazônia. "É um conteúdo muito rico e resolvemos transformar em um formato mais atual trazendo esses vídeos para a internet com outra roupagem, onde ele mesmo aparece fazendo os pratos", acrescenta Canali.

Influência de Paulo nas novas gerações

Paulo Martins é responsável por mostrar a originalidade da gastronomia paraense para o mundo. E é justamente a tradição e verdade de suas obras o maior legado deixado para as novas gerações. Lucas Augusto dos Santos Paiva, 21, é formado em gastronomia e sempre foi apaixonado pela cultura alimentar da região da Amazônia.

Ele diz que Paulo Martins é uma grande influência para as novas gerações, pois ele conseguiu projetar a riqueza gastronômica do Pará e da Amazônia para outros lugares do mundo. “Assim como na família do Paulo Martins, esse amor pela gastronomia também é muito forte na minha família. Meus pais cozinham muito bem e esse amor acabou me conquistando também”, disse o jovem chef, que já atua na área.

Paulo de Araújo Leal Martins foi um cozinheiro e arquiteto brasileiro, considerado um dos responsáveis, junto com os chefs franceses Claude Troisgros e Laurent Saudeau, e o brasileiro Alex Atala, pelo movimento de valorização da cozinha brasileira, por meio do uso dos ingredientes nacionais aliado às técnicas já difundidas no mundo. 

Paulo esteve ao longo de 37 anos à frente do Restaurante Lá em Casa. Sem nunca ter feito nenhum curso específico de culinária, Paulo já trocou experiências com mestres de renome internacional, como o catalão Ferran Adrià, do El Bulli, considerado o melhor restaurante do mundo de 2007 a 2008 pela crítica especializada.

Gastronomia Paraense
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA