Xenia França encerra edição virtual do Festival Se Rasgum

A cantora e compositora baiana fecha a noite deste sábado, 28, com show que será transmitido de graça no Youtube

Dizem que a primeira impressão é a que fica. No caso de Xenia França, as lembranças de Belém são as melhores. Em 2016, a cantora e compositora baiana se apresentou no Festival Se Rasgum ainda como integrante do grupo paulistano Aláfila. Mesmo depois da artista rodar o mundo se apresentando, ela ainda considera o show na Estação das Docas na beira do rio Guamá como um dos melhores da carreira.

“Eu posso dizer que eu amo Belém, estive aí há quatro anos e foi uma das experiências mais mágicas que já pude vivenciar em viagens de show, tanto no palco quanto estando na cidade. Foi um período curto, mas foi incrível: uma energia que é completamente diferente do que eu já tinha sentido em outros lugares do Brasil”, relembra a cantora.

Neste sábado, 28, ela e o público paraense vão poder matar um pouco da saudade durante o Festival Se Rasgum TV Show. Xenia é o grande destaque da noite de encerramento do evento, que será apresentado de graça a partir das 18 horas para os inscritos no canal oficial no YouTube.

Com o patrocínio master da Natura Musical, através da lei Semear de incentivo à cultura, e patrocínio da Petrobras, pelo edital Petrobras Cultural através da lei federal de incentivo à cultura, a edição deste ano apresenta um novo formato, foi dividida em três programas transmitidos online. Alguns dos shows exclusivos que passaram pelos palcos do Festival contaram com nomes nacionais de destaque como Zélia Duncan e Arthur Nogueira, no dia 14, e Edgar + Jadsa, no dia 21.

Xenia França apresenta pela primeira vez no Se Rasgum o seu álbum solo de estreia autointitulado “Xenia”, de 2017. No disco, ela reúne influências de diversos gêneros da música negra: das raízes africanas dos seus conterrâneos como os blocos Ilê Aiyê e Olodum, passando pelo soul e R&B norte-americano influenciado pelos trabalhos de Michael Jackson e Stevie Wonder; até chegar na força da interpretação e do sentimento nas letras que remetem a lírica da MPB de figuras como Elza Soares, Milton Nascimento e Gilberto Gil.

A música “Pra Que Me Chamas?”, que abre o disco composto por 13 faixas, é um exemplo desse resgate e propagação da cultura afro-brasileira que permeia o trabalho, com letras e melodias inspiradas na cultura ioruba, de origem africana e que influência muitas religiões de matriz africana no Brasil.

A música foi uma das indicadas do Grammy Latino 2018 na categoria Melhor Canção em Língua Portuguesa, o disco também concorreu na categoria Melhor Álbum Pop Contemporâneo.

“O meu intuito ao fazer o disco realmente foi de me expressar e mostrar para mim mesma que eu era capaz de manifestar um disco meu. Eu sou uma mulher negra e uma cantora que poderia cantar sobre qualquer assunto e ainda assim estaria ampliando a visão a respeito do que é a minha experiência de ser quem eu sou. Então qualquer assunto que eu venha abordar, estarei fazendo isso com o olhar, com a lente da pessoa que eu sou”, afirma a artista que coincidentemente se apresenta em meio ao Mês da Consciência Negra – que relembra a morte de Zumbi dos Palmares no dia 20 de novembro.

“Eu fico muito feliz em poder contribuir, me sinto feliz em ser uma artista que tem uma relevância e que ajuda a romper com estereótipos e símbolos negativos que ainda estão muito presentes na figura da pessoa negra”, conclui.

SHOWCASES

A programação ainda conta com showcases dos artistas paraenses Anna Suav, Orquestra Aerofônica e Joana Marte. Os artistas foram escolhidos através de um edital e vão fazer parte de uma votação de players de influência no mercado musical, além da participação do público.

Neste dia 28, o Festival Se Rasgum TV Show irá contar com a presença dos players Dai Dias, do Festival Bananada (GO); Fernando Dotta, do Balaclava Records (SP); e Ana Garcia, do Festival Coquetel Molotov (PE).

O músico ou banda escolhido ao final da edição 2020 será a primeira atração oficial do lineup do Festival Se Rasgum em 2021. Além do YouTube, o Festival Se Rasgum TV Show também será retransmitido pelo portal da Semana Internacional de Música de São Paulo (SIM SP), a maior feira do mercado musical da América Latina.

Além dos shows ao vivo, o novo formato Festival se inspira na fórmula dos talk shows: conta com entrevistas com artistas e quadros interativos com convidados. A apresentadora Adelaide Oliveira vai bater um bate-papo ao longo do Festival com os filmmakers paraenses Brunno Régis e Adrianna Oliveira.

Agende-se:

Festival Se Rasgum TV Show
Atrações: Anna Suav, Orquestra Aerofônica, Joana Marte e Xênia França
Data: sábado, 28, a partir das 18h
Transmissão via YouTube

Música
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MÚSICA

MAIS LIDAS EM CULTURA