Johny Rockstar volta aos palcos no Psica Festival

O grupo paraense de hardrock toca na integra o seu primeiro disco em apresentação exclusiva no dia 21, no Curro Velho

Apesar de ter sido criado sem muita pretensão, o Johny Rockstar já nasceu famoso. Reunindo membros de bandas paraenses como o Eletrola, o Suzana Flag e o Madame Saatan, o projeto paralelo foi formado no começo dos anos 2000 em Belém com o intuito de fazer música por diversão.

“O Johny quando surgiu, já surgiu com esse status de supergrupo por reunir gente de um monte de banda relevante na cena paraense, mas a gente nunca ligou para essa pressão. Só queríamos tocar juntos, experimentar coisas novas e, principalmente, nos divertir”, explica o vocalista e guitarrista Eliezer Andrade.

Criado em 2005, o Johny Rockstar foi fruto de uma renovação do cenário musical da cidade, com a saída do rock de um gueto para ganhar cada vez mais espaço em festas e shows. Entretanto, após um CD lançado em 2016 cada integrante seguiu as próprias carreiras, como é o caso do Eliezer com o Eletrola, por exemplo.

Desta vez, o Johny Rockstar retorna para celebrar um pedaço dessa história no palco do Psica Festival 2019, entre os dias 21 de dezembro, no Curro Velho, e 22 de dezembro, no Espaço Náutico Marine Club, em Belém. “Nos juntamos exclusivamente para o Psica. São quase quinze anos de banda, quase cinco anos sem tocar juntos. Já bateu saudades, espero que o público também esteja”, confessa Eliézer, que irá se apresentar ao lado de Elder Effe (baixo), João Paulo (guitarra) e Jr Feitosa (bateria).

A programação ainda conta com uma série de atividades gratuitas que serão realizadas entre os dias 19 e 20 de dezembro, que abrangem palestras, mesas de debates, workshops e exibições de filmes. Os ingressos já estão à venda através do site ingresse.com/psica2019.

Em clima de muito hard rock 

O Psica Festival 2019 terá grandes artistas nacionais e paraenses. No primeiro dia de evento (21) estão confirmados Mc Tha, Luê, RapPA no Ataque, Johnny Rockstar, Contraponto, Noturna, Ita Lemi Sinavuru, Cahacinha + Arthur Silva e Dj Morcegão. Nesta apresentação a Johnny Rockstar tocará na íntegra o primeiro e único álbum lançado, o “Super Válvula High Gain”, de 2012. O trabalho foi uma produção independente, bancada pelos próprios integrantes.

“Gravamos o disco em estúdio pequeno que tinha montado em casa. Depois, com uma grana que ganhamos de um concurso de música, investimos na pós-produção que ficou na mão do Ivan Jangoux. O disco tem a cara de cada integrante da banda: fomos tirando as letras da gaveta que não tinham a ver com as nossas bandas 'oficiais’ para compor o projeto. Tanto que tem música de todo mundo gravada, não tiramos nada e o álbum acabou enorme, com 13 faixas!”, lembra o vocalista.

O Johny Rockstar, mesmo seguindo a linha pop dos grupos paraenses da época, se destacava justamente por não ter medo de pesar a mão nos riffs. Influenciados pelo hardrock, o disco tem um clima de irreverencia, sem levar nada a serio como na faixa “Monoral” que fala sobre garota que “não escuta mais metal” ou “Alcalina”, uma ode a menina que “tem cabelo de fogo e cigarro na mão”.

“Até o final da década de noventa, não tinha meio termo no rock paraense. Ou você tocava punk ou metal. Foi a partir da nossa geração que as coisas ficaram um pouco mais relaxadas. A galera começou perder a vergonha de cantar sobre amor, falar de festa, assumir que gostava de um som um pouco mais pop. Ou seja, desencanou”, afirma o músico.

Mas mesmo batendo a vontade de reviver o passado, o Johny Rockstar não tem planos de voltar tão cedo. “Eu estou ocupado com as coisas do Eletrola, o Elder tem a carreira solo dele, por exemplo. Então, acho difícil uma volta do Johny. Mas quem sabe? Nunca diga nunca. A banda tinha uma coisa da adolescência, que é melhor manter desse jeito. Mas vai ser bom relembrar disso tudo, nem que seja por uma noite”, conclui.

O Psica Festival encerra no dia 22 com Espaço Náutico Marine Club, com o headliner Sepultura, Djonga, Jaloo, Luedji Luna, Viviane Batidão, Krisiun, Sammliz, Nic Dias+, Xico Doido, Briga de Bar, Cobra Venenosa, Bruno B.O., Nervo Chaos, e os Djs Zek Picoteiro e Dj Waldo Squash.

Agende-se:

Psica Festival 2019

Sábado, 21, no Curro Velho, com ingresso a R$ 25

Domingo, 22, no Espaço Náutico Marine Club, com ingresso a R$ 60

Passaporte para os dois dias de evento: R$70,00 (limitados)

À venda na Chilli Beans (shopping Boulevard) e no site ingresse.com

 

Música
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA