Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Met Gala e Baile da Vogue: o que os grandes eventos de moda dizem sobre as roupas do dia a dia

Eventos de moda e arte estão de volta ao calendário, mas ainda há quem se pergunte o que chega deles até o guarda-roupa de cada um

Lucas Costa

O Baile da Vogue no Brasil e o último Met Gala devem ter enchido a timeline de muita gente com looks extravagantes nos últimos dias. Isso aconteceu porque os eventos de moda voltaram com tudo pelo mundo, mas em meio a tudo isso há quem ainda se pergunte “o que tenho a ver?”. 

Pode ser que, de fato, a gente nunca veja pessoas vestidas como candelabros - igual a Katy Perry no Met Gala 2019 - mesmo nos eventos sociais mais chiques do país. Mas é aí que vive o ponto de virada de eventos como o MET e o Baile da Vogue, pois são cerimônias que celebram a moda como arte.

Marcelo Migs, stylist e produtor de moda paraense, explica que estes eventos combinam o que há de novo em técnicas como de modelagem e também tecnologia, para se encaixar nos conceitos propostos pelos realizadores.

“É por isso que vemos muitos looks sendo desfilados e que são bem diferentes do comum, do nosso dia a dia”, explica Migs. “A magia do evento é essa, é a celebridade ou o artista ultrapassar essa barreira do usável, entrar para um ambiente de arte”, justifica.

O Met Gala é um evento anual que reúne a considerada lista de convidados mais exclusiva do mundo. É um evento beneficente que marca a abertura da exposição anual de moda do Costume Institute, um dos setores do Metropolitan Museum of Art, em Nova Iorque. 

Como de costume, o evento teve um tema relacionado ao da exposição: desta vez, “Gilded glamour, white-tie”. A ideia era homenagear a história da moda americana, em particular a “Era durada”, o que configura o período entre 1870 e 1900, segundo a Elle.

Veja fotos do evento:

Met Gala 2022

As exposições sempre tratam da história da moda, logo, o tema que dita a forma como os convidados devem se vestir é também um convite à criatividade dos estilistas, como explica Migs.

“Eles precisam seguir o tema. Então existe um estudo, uma pesquisa sobre o movimento, alguma referência para pessoas se inspirarem nisso e vestir roupas que remetem a esse tema”, pontua o stylist. “É algo bem diferente das festas que a gente vê acontecer no dia a dia, de formatura, casamento, enfim. Por isso a gente vê muitas pessoas com esse estranhamento de ‘ah, eu nunca usaria isso’, mas é porque passa por um selo de arte antes de passar por um selo comercial, vamos dizer assim”, completa.

E mesmo que ninguém vá usar exatamente uma roupa feita para o Met Gala em uma festa de formatura, há ali coisas que chegam ao consumidor até mesmo nas roupas do dia a dia. O fashion stylist paraense Vinny Araújo diz que as roupas feitas para eventos como o Met Gala e o Baile da Vogue são “praticamente fantasias”, mas esses momentos da moda também dizem muito sobre as tendências futuras.

“Em uma análise mais elaborada pode se retirar quais tendências serão aplicadas nas próximas coleções, como cores, texturas, modelagens… A tendência chega das passarelas e eventos como esses e passa por um ciclo, até chegar nas marcas mais usuais, nos fast fashions e lojas de departamento, para que nós, ‘humanos normais’, possamos usar”, explica Vinny.

Como stylist, ele diz que acompanha estes eventos a procura de inspiração, e ela vem principalmente das histórias contadas com os looks, segundo ele, seja por meio dos materiais usados ou técnicas. 

“Camila de Lucas usou para o Baile da Vogue uma peça toda feita de EVA, aquele material emborrachado que usamos pra escola, e ninguém diz. Sabrina Sato usou uma roupa total reciclada, e que levou meses para ser feito. Thiago Pantaleão foi com um casaco incrível de tricot feito pela própria mãe. Esses são exemplos que me cativam como profissional”, conclui.

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA