Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Lilian Tufão lança música em parceria com Michelle Amadhor

A canção é uma regravação do gênero 'piseiro'

Painah Silva

Nesta sexta-feira, 26, às 18 horas, é o lançamento da nova música da cantora Lilian Tufão em parceria com Michelle Amadhor, chamada “Além de Mim”. A canção é uma regravação de um piseiro que foi transformado em melody pela artista e está disponível nas plataformas de áudio e vídeo junto com o videoclipe.

A canção apresenta o melody romântico com uma letra que fala de amor, da perda de uma mulher na vida do homem.

Segundo Lilian, a ideia de regravar surgiu no momento em que ela fazia uma pesquisa de músicas para incluir em seu repertório. “Eu ouvi essa música e me identifiquei muito com a letra dela e com a melodia. Vi que daria para transformar, porque não são todas as músicas que dá pra transformar no ritmo melody e arrocha. Às vezes não ‘casa’ a harmonia, mas eu percebi que ela ‘casaria’ com essa ‘pegada’ do melody romântico”, conta a cantora.   

A parceria com Michelle é outro bônus do lançamento. Conhecida por seu trabalho como cantora de brega, a escolha para o feat surgiu de Lillian que já era fã da artista. “Fizemos uma amizade muito grande e ela é uma pessoa maravilhosa, de um talento nato. Quando eu lancei o convite pra ela, rapidamente ela abraçou, amou o projeto e me tratou super bem, com muita humildade. É uma pessoa que eu admiro muito o trabalho, a garra e toda a história artística dela”, explica a cantora

Com mais de 9 anos de carreira, Tufão é cantora e compositora de Abaetetuba, município do Pará. Ela é conhecida por ser a primeira cantora transsexual do estado. 

O seu amor pela música esteve presente em sua vida desde quando era criança. Lilian diz que sempre gostou bastante do ritmo Calypso e acompanhava os artistas do meio. No início da adolescente, ela percebeu que seu timbre conseguia alcançar notas mais agudas. Foi a partir desse momento que ela começou a se apresentar em feiras e karaokês. “Aquele desejo [de cantar] foi crescendo, mas eu não queria subir de qualquer maneira nos palcos. Queria subir do jeito que me identificava, como mulher trans”, afirma ela. 

Com quase 10 anos na música, artista já fez parte de um grupo musical de sua cidade, no qual ficou durante um ano até decidir migrar para a carreira solo. 

A cantora reúne diversos trabalhos autorais, entre eles alguns também são parcerias com outros nomes conhecidos do Brega paraense, como a banda Xeiro Verde, Fruto Sensual, Eliana Renner (Nega Lora) e Leona Vingativa. 

(*Estagiária Painah Silva, sob supervisão do Coordenador de Conteúdo de Cultura, Abílio Dantas)

 

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA