Justiça convoca socialite que chamou filha de Gagliasso de 'macaca'

"O governo não vai extraditar uma pessoa por chamar outra de 'macaca'. Te manca"

Redação Integrada, com informações do Metrópoles

Day McCarthy recebeu um prazo de 15 dias para se apresentar à Justiça do Rio de Janeiro, após chamar Titi, filha de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, de 'macaca'. Caso aconteceu a dois anos atrás.

O caso teve um novo desdobramento, onde a socialite tem a opção de se defender das acusações de racismo.

Caso ela escolha não se apresentar diante de um juiz ou envie um representante, ela pode ser julgada à revelia. A Justiça poderá então considerar “verdadeiros os fatos dos autores”, segundo o advogado dos pais, Alexandre Celano Cordeiro.

Ele ainda afirmou que, se Day for condenada, pode ser procurada na esfera criminal – mesmo estando fora do Brasil. “Quando sair a condenação, ela pode sim ser procurada pela Justiça no exterior. É isso que buscamos”, enfatizou o advogado.

Nas redes sociais, Day se manifestou: “Eu não sou procurada da Justiça, porque não matei ninguém no Brasil. Não roubei banco. Não sequestrei ninguém. Se tivesse feito isso, um crime hediondo, cabe[ria] extradição. E eu não fiz isso”, disse. “Eu não vou pagar nada. Eu não estou ilegal no país onde estou. Eu sou cidadã no país onde estou e o governo não vai extraditar uma pessoa por chamar outra de ‘macaca’. Te manca”, disparou.

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA