Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Jornalista e escritora paraense Iaci Gomes estreia obra na Feira Pan-Amazônica do Livro

A obra ‘Nem Te Conto’ lançada pela jornalista em 2021, será apresentada nesta terça-feira (30), direto do Hangar

Thainá Dias

Aproveitando que a 25ª Feira Pan-AmaZônica do Livro e das Multivozes será um espaço para novos autores alcançarem os leitores visitantes, a jornalista e escritora paraense Iaci Gomes, que lançou o livro de contros "Nem Te Conto", em 2021, aproveitará o momento para fazer um relançamento de sua obra, baseada no gênero de terror e realismo fantástico. O relançamento ocorrerá na próxima terça-feira (30), a partir das 18h30 no Hangar.

Segundo Iaci Gomes, “desde que eu era criança a Feira do Livro em Belém era um evento importante no calendário da família. A gente morava no interior do Pará, mas meus pais faziam questão de nos trazer aqui e incentivar o hábito da leitura. Eu leio desde criança e hoje em dia ainda mantenho o costume de ler todos os dias. Muito mais que um hobby, acho que a leitura faz parte de mim, da minha personalidade, de quem eu sou. Tira a leitura, não tem Iaci”, explicou a escritora.

Iaci ressalta ainda que participar da Feira do Livro é um sentimento indescritível. “Quando fui convidada me emocionei muito, assim como a minha família. Levo como um objetivo na minha vida incentivar a leitura entre as pessoas, principalmente crianças e adolescentes, e espero que minha participação engrandeça esse evento tão enriquecedor nesse sentido. O ‘Nem te Conto’ é um livro rápido de ler, tem 14 contos e oito ilustrações de quatro artistas paraenses. Eu sempre espero que ele desperte nas pessoas aquele sentimento de se maravilhar com o fantástico, com as possibilidades do mundo. Maioria dos contos são em cenários paraenses, então os leitores podem esperar encontrar ruas e pontos conhecidos da capital com um olhar mais voltado para a fantasia. Difícil viver no Pará e não acreditar em visagem, aparição, né? O Nem te Conto só reforça isso”.

Para a escritora, a cultura paraense é extremamente diversa. “Temos uma extensa lista de visagens, aparições, assombrações, lendas, registradas tanto oralmente como na escrita. Eu digo que sempre tem espaço para mais: podemos fazer releituras, reviver histórias, inovar, explorar novos ambientes, o Pará é imenso e está fervilhando com arte, cultura e imaginação. Espero que meu livro contribua para esse imaginário local e que as histórias se perpetuem por gerações, incentivando qualquer pessoa que queira fazer parte disso também. Além do ‘Nem te Conto’ estar à venda durante toda a Feira do Livro, também vou participar de um bate-papo no dia 30 lá no Hangar com o Tanto Tupiassu e mediação do Thyago Costa. A partir das 17h30 vamos falar mais sobre o imaginário sobrenatural do Pará”, concluiu.

 

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA