Diego Fadul lança ‘Marionetes’; música foi composta há 20 anos e ‘continua atual’

Esta é a terceira música de trabalho em sua carreira solo e Fadul adianta que tem planos de lançar disco em 2023

Emanuele Corrêa
fonte

O cantor Diego Fadul lança hoje, 5, o novo single "Marionetes" em todas as plataformas digitais de música. Esta é a terceira música de trabalho em sua carreira solo e aborda questões sobre saúde mental e a sociedade contemporânea. A música foi gravada em Belém e no Rio de Janeiro e tem participação do músico Federico Puppi, violoncelista italiano.

Após 15 anos de estrada com a banda "Aeroplano", Diego Fadul, 39 anos, começou a produzir sua carreira solo. Já participou de festivais como o Se Rasgum, DoSol (RN), Quebramar (AP). A letra de "Marionetes" foi escrita há 20 anos e tem muito da memória do Diego dos 19 anos, conta. "Falava dos meus sentimentos como um menino de 19 anos, em seu primeiro estágio em um grande escritório de advocacia, vendo situações de assédio moral em um clima de trabalho bastante tóxico", relembrou.

"Ampliando para o mundo de hoje, acaba que a letra se comunica muito com a nossa forma de sociedade virtualizada e pouco empática. O celular é a primeira coisa que olhamos quando acordamos e a última que vemos antes de dormir. Nossa vida nunca foi tão robotizada. Nossas relações tem se tornado bastante distantes, inclusive dentro da mesma casa. Não é exatamente culpa da tecnologia, mas a humanidade acabou ficando menos humana. Estamos servindo aos algoritmos mais do que a tecnologia nos serve", complementou atualizando o discurso.

O desafio enquanto produtor cultural, músico e compositor é integrar a nova cena de Belém, diz. "Na experiência com o Aeroplano, vivemos pelo menos uns 10 anos em uma cidade cheia de música autoral independente que encontrava respaldo nas rádios, na TV e ocupava as casas de shows e palcos públicos de forma constante. Hoje muita coisa acontece na cena cultural de Belém, não só na música, só que todo mundo, acho que no Brasil todo, 'tá' tentando descobrir uma maneira de conduzir a carreira de forma sustentável e de tornar seu trabalho relevante", destacou.

Fadul espera que o público que gosta de Rock alternativo aprecie a música que tem inspirações em Beatles, Radiohead, Portishead e bandas dos anos 90. Ele destaca também que chamam carinhosamente o estilo musical de "Rock Triste". "É o som que sempre quis fazer e agora consegui. É cru e sincero, desde a letra, a forma de cantar até os timbres dos instrumentos que escolhi. Como compositor a gente se coloca em dúvida muitas vezes sobre em que estilo a gente se encaixa. Acredito que 'Marionetes' me traz mais pra perto do tipo de artista que eu gosto de ouvir", acrescentou.

O artista tem planos para o futuro e adianta que ano que vem lançará um disco e clipes das músicas. "A gente fica esperança da implementação de novas políticas públicas voltadas para a Cultura, para viabilizar nossos projetos. Pretendo fazer um disco inteiro novo ano que vem, tenho algumas músicas novas e tenho desenterrado canções antigas como 'Marionetes' também. E aí é inevitável também trabalharmos com audiovisual, clipes, lives, que é a linguagem mais consumida hoje", finalizou.

 

Serviço

Lançamento: "Marionetes", do cantor Diego Fadul. Disponível em todas as plataforma digitais de música.

Redes sociais: fadulaudio@gmail.com

Instagram: @fadulaudiolab
Youtube: youtube.com/fadulaudiolab

Cultura
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA