Trajetória do Arraial do Pavulagem vira filme

“Boi Pavulagem é Boi do Mundo” conta a história do Instituto, que inicia o mês com ensaios e nova edição do ‘Oralidades’

Uma das maiores manifestações culturais do Pará ganha as telonas pela primeira vez. O filme “Boi Pavulagem é Boi do Mundo” será lançado neste fim de semana em duas sessões no Teatro Maria Sylvya Nunes (dentro da Estação das Docas), hoje, às 19h e outra, às 11h deste domingo. Logo após, haverá ensaio do Arraial, às 9h30, na sede do Instituto (Boulevard Castilhos França, 738).

O filme de Homero Flávio e Úrsula Vidal aborda a trajetória e as mudanças que o movimento viveu ao longo dos seus 32 anos de existência, promovendo um mergulho na história do próprio Arraial do Pavulagem e é lançado na semana da volta do projeto "Oralidades". A exibição faz parte da programação do 5º Festival Amazônia Doc, com a bilheteria abrindo uma hora antes para distribuição de 300 ingressos gratuitos.

Úrsula Vidal, uma das diretoras, diz que a produção procurou centrar o fio narrativo do documentário na criação do conceito do que é o Arraial do Pavulagem. "É um filme muito musical, lírico, que arrisca experimentações estéticas conceituais e inovadoras que envolvem a natureza no processo narrativo como personagem ao lado de elementos como os tambores, a música, os músicos. Tudo para traduzir o universo extraordinário de referências dessa grande manifestação", comenta.

"Homenagem a esse movimento que é o arraial que arrasta multidões não só em Belém. É um mergulho muito grande realizado por várias parceiros, assim como a história do Arraial, que mostra o alcance do instituto em várias cidades. Mergulhar na memória dos criadores desse movimento de resgate e valorização da cultura popular foi como estar em um arrastão", diz Homero Flávio, que também dirigiu o filme.

Do universo encantado de tradições e fé de Cachoeira do Arari e Bragança, nutrido nas origens da cultura popular do Maranhão, nasce em Belém um arrastão cultural que invade as ruas da cidade com cores e música. O documentário ‘Boi Pavulagem é Boi do Mundo’ faz um mergulho lúdico e poético nos territórios de afeto e memória dos criadores do brinquedo, para contar a história de uma das maiores manifestações  da cultura popular do Norte do Brasil.

ORALIDADES

O projeto "Oralidades" tem como objetivo promover conexões culturais e fomentar a produção artística no momento preparatório de ações do Instituto. Na edição do dia 4 de junho, será abordada a memória, simbologia, trajetória, contexto e perspectiva de evolução dos Arrastões do Pavulagem.

A pauta principal é a rememoração dos processos produtivos culturais do Arrastão, que envolvem o novo trajeto do cortejo e sua consolidação como prática lúdico-festiva de ocupação do espaço público em Belém do Pará.

O evento busca incentivar trocas de experiências sobre a dinâmica das transformações culturais que fazem dos arrastões expressões artísticas que se reelaboram constantemente. As conversações se dão com Edgar Chagas, Junior Soares, Ronaldo Silva e Walter Figueiredo, membros fundadores do Instituto Arraial do Pavulagem.

Cinema
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!