Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CINE NEWS

Por Marco Antônio Moreira

Coluna assinada pelo presidente da Associação dos Críticos de Cinema do Pará (ACCPA), membro-fundador da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (ABRACCINE) e membro da Academia Paraense de Ciências (APC). Doutorando em Artes pelo PPGARTES/UFPA; Mestre em Artes pela UFPA. Professor de Cinema em várias instituições de ensino, coordenador-geral do Centro de Estudos Cinematográficos (CEC), crítico de cinema e pesquisador.

O Jornalismo no Cinema

Marco Antonio Moreira

O Cinema tem diversos exemplos de filmes com temáticas importantes que provocaram distintos debates entre o público em várias épocas. Produções significativas colaboraram por meio de diferentes abordagens para ampliar conhecimento sobre vários assuntos relevantes a sociedade. O dia do jornalista celebrado no dia 07 de abril me lembrou de excelentes filmes com histórias sobre e com jornalistas que revelaram a seriedade desta profissão na sociedade. Esta data foi instituída em 1930 e criada em homenagem ao jornalista Giovanni Líbero Badaró, que lutava por liberdade de expressão na profissão.

Em um mundo repleto de fatos sérios e também de fake news que comprometem  interpretações sobre diversos temas, é importante assistir ou rever filmes que respeitam a inteligência do espectador e mostram histórias que evidenciam o trabalho dos jornalistas. Dramas, policiais, aventuras, suspense e documentário são gêneros que apresentaram ótimos desempenhos ao incluir temas vinculados ao jornalismo por meio de cineastas talentosos.

A maioria destes filmes continua atual na sua concepção fílmica, como por exemplo, o documentário Corações e Mentes (1975) de Peter Davis sobre a guerra do Vietnã. Este filme continua a indicar a partir de suas imagens e narração os absurdos deste e qualquer outro conflito desumano. Outro trabalho sempre citado sobre a relação do cinema com o jornalismo é Todos os Homens do Presidente de Alan J. Pakula que mostra a investigação de dois jornalistas sobre o caso Watergate que gerou impeachment de um presidente americano nos anos 1970.

Como profissionais que trabalham para informar e questionar a sociedade sobre diversos acontecimentos diários é necessário parabenizar os jornalistas por esta data comemorativa. Em homenagem aos jornalistas indico aos leitores alguns filmes sobre esta digna profissão que merecem atenção:

Cidadão Kane (1941) de Orson Welles. Inspirado na vida do milionário e jornalista William Randolph Hearst. Um dos maiores filmes da história do cinema. Atuação histórica de Orson Welles.

A Montanha dos Sete Abutres (1951) de Billy Wilder.  Um repórter viaja pelos EUA em busca de uma notícia realmente relevante e descobre um acidente em uma mina, em uma cidade do interior. Ele transforma o acidente em um fato altamente midiático, mas sua ambição vai gerar um triste desfecho. Uma das melhores interpretações de Kirk Douglas.

No Silêncio de uma cidade (1956) de Fritz Lang. Dono de jornal oferece cargo de chefia para o repórter que conseguir descobrir a identidade do assassino em série que aterroriza Nova York. Excelentes atuações de Dana Andrews e Ida Lupino.

Paixões que Alucinam (1963) de Samuel Fuller. Um jornalista compromete-se a resolver um assassinato cometido em um hospício e se interna na instituição. Seu objetivo é ganhar fama e ser reconhecido por todos, mas ele começa a perder sua lucidez em contatos com os outros internos. Um clássico do cinema pouco conhecido  dirigido pelo mestre Fuller.

Todos os Homens do Presidente (1976) de Alan J. Pakula. Dois repórteres do jornal Washington Post investigam fatos sobre o roubo de 1972 da sede do Partido Democrático no condomínio Watergate. Posteriormente, descobrem conexões entre os ladrões e a Casa Branca que resultarão no impeachment do presidente Richard Nixon. Ótima direção de Alan J. Pakula com Dustin Hoffman e Robert Redford em ótimas atuações.

Rede de Intrigas (1976) de Sidney Lumet. Um apresentador de TV é demitido pelos os baixos índices de audiência de seu programa. Ao comunicar sua saída da emissora em seu programa, ele anuncia que se matará ao vivo na próxima semana. Ele é afastado, mas retorna a emissora graças os apelos do público e o aumento da audiência do programa.Vencedor de vários Oscar incluindo melhor ator (Peter Finch), atriz (Faye Dunaway) e roteiro original (Paddy Chayefsky).

O Informante (1999) de Michael Mann. Um ex-executivo da indústria do tabaco grava um depoimento para programa jornalístico 60 Minutos, da rede americana CBS, denunciando fatos graves praticados por este setor comercial contra a saúde pública. Um jornalista do programa resolve levar adiante a denúncia apesar da proibição da veiculação do depoimento na televisão. Al Pacino e Russel Crowe em excelentes atuações dirigidos pelo ótimo cineasta americano Michael Mann.

Spotlight: Segredos Revelados (2015) de Tom McCArthy. Um grupo de jornalistas em Boston reúne documentos que provam casos de abuso de crianças causados por padres católicos. Vencedor de vários Oscar incluindo melhor filme.

Outras indicações: Nos Bastidores da Notícia (1987) de James L. Brooks, O Jornal (1994) de Ron Howard O Custo da Coragem (2003) de Joel Schumacher, Frost/Nixon (2008) de Ron Howard, Conspiração do Poder (2016) de James Vanderbilt, The Post (2017) de Steve Spielberg e Contra Parede (2018) de Paulo Pons.

Feliz Páscoa para todos os leitores. Vamos rezar nesta semana santa com muita fé e esperança!

Cine News
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS DE CINE NEWS