Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CINE NEWS

Por Marco Antônio Moreira

Coluna assinada pelo presidente da Associação dos Críticos de Cinema do Pará (ACCPA), membro-fundador da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (ABRACCINE) e membro da Academia Paraense de Ciências (APC). Doutorando em Artes pelo PPGARTES/UFPA; Mestre em Artes pela UFPA. Professor de Cinema em várias instituições de ensino, coordenador-geral do Centro de Estudos Cinematográficos (CEC), crítico de cinema e pesquisador.

A importância da ficção científica para o Cinema é uma realidade

Marco Antonio Moreira

Filmes de ficção científica desde sempre chamam atenção pela criatividade das histórias e pelos efeitos especiais. Lembro-me de, ainda criança, ficar impressionado com o visual de Flash Gordon no Planeta Mongo (1938) e torcer intensamente pelo protagonista contra seus adversários. A maneira de fazer ficção científica é capaz de despertar o interesse do público por várias décadas, como acontece com franquias como a série Jornada nas Estrelas (série dos anos 1960 e depois no cinema a partir do final dos anos 1970) e Guerra nas Estrelas (1977), de George Lucas. Mas há obras deste gênero que transformam totalmente a perspectiva sobre ele. Quando se assiste a 2001: Uma Odisseia no Espaço (1968), de Stanley Kubrick, percebe-se que é possível um filme de ficção científica abordar temas sérios e elaborados de modo inteligente através do trabalho de um bom autor.

Depois de ser impactado pela obra, assisti muitos outros filmes de ficção cientifica que me tornaram um admirador do gênero. Infelizmente, muitos clássicos desse gênero que merecem atenção não estão disponíveis em canais de streaming. Com a falta de acesso a muitos títulos, o público esteve sem maiores referências para assistir e debater sobre sua importância no cinema. Felizmente, hoje em dia é possível conferir os lançamentos em DVD da Versátil Home Vídeo. Diversas coleções foram lançadas por essa distribuidora, que tem investido na curadoria de diversos filmes de ficção científica focando em colecionadores e cinéfilos.

A mais recente coleção com clássicos Sci-Fi é o “Volume 8”, que contém seis filmes em três DVDs: Screamers: Assassinos Cibernéticos (1995) de Christian Duguay, Projeto Brainstorm (1983) de Douglas Trumbull, Ano 2000: Corrida da Morte (1975) de Paul Bartel, A Décima Vítima (1965) de Elio Petri, Enigma do Poder (1998) de Abel Ferrara e O Homem Terminal (1974) de Mike Hodges. Todos são ótimos filmes, mas destaco especialmente Projeto Brainstorm e Ano 2000: Corrida da Morte e O Homem Terminal.

Projeto Brainstorm é dirigido por Douglas Trumbull, que tem seu talento amplamente reconhecido no cinema pelo excelente trabalho nos efeitos especiais de 2001: Uma Odisseia no Espaço. O enredo traz dois cientistas que desenvolvem um método de gravação e reprodução de sensações humanas, até que o governo decide controlar o programa devido a seu alto potencial militar. O filme tem no elenco Natalie Wood, Christopher Walken e Louise Fletcher. Foi o último trabalho no cinema de Natalie Wood (Juventude Transviada/West Side Story), que morreu durante as filmagens.

Ano 2000: Corrida da Morte é um filme considerado polêmico desde seu lançamento em 1975. A história acontece nos EUA, em um futuro controlado por um governo totalitário e fascista. O esporte favorito da população é uma corrida transcontinental em que os pilotos dos carros devem pontuar a partir do número de pessoas atropeladas no caminho. Frankenstein, principal piloto da corrida, foi reconstruído ciberneticamente depois de diversos acidentes automobilísticos. Mas, além da corrida, os pilotos devem se preocupar com um grupo rebelde que quer derrubar o governo e provoca constantes acidentes no percurso. O filme foi produzido por Roger Corman (lendário produtor de filmes B) e tem no elenco David Carradine e Sylvester Stallone (em uma de suas primeiras atuações no cinema).

O Homem Terminal é considerado um dos melhores filmes dos anos 1970. O diretor Mike Hodges filmou uma instigante história baseada no livro de Michael Crichton (Westworld/Parque dos Dinossauros). Um homem concorda com uma cirurgia experimental para um implante de microcomputadores em seu cérebro na tentativa de controlar suas violentas convulsões. A experiência não tem resultados positivos e ele torna-se um problema para o grupo de médicos que o operou. No elenco, George Segal (ótimo ator que faleceu recentemente) e Jill Clayburgh (ótima atriz que se destacou nos anos 1970 com filmes como Uma Mulher Descasada e La Luna).

Estes filmes permitem diversas interpretações sobre seus temas. O controle militar sobre uma nova tecnologia (Projeto Brainstorm), um futuro distópico onde os habitantes se divertem com uma corrida que promove a morte no contexto de um governo totalitário (Corrida da Morte) e a tentativa mal sucedida da ciência de resolver problemas humanos e suas consequências (O Homem Terminal). De certo modo, essas produções conseguiram superar suas limitações formais por meio de roteiros instigantes que procuraram combinar diversas tendências em sua concepção fílmica, incluindo questões sociais, éticas, culturais e políticas vinculadas aos padrões de ficção científica que, periodicamente, têm variações na sua criação.

Da profundidade estética e temática de 2001 e Stalker (1979), de Andrei Tarkovski, à influência das séries de aventura, como em Star Wars. Dos devaneios sobre o futuro distópico em Blade Runner (1982) de Ridley Scott, até a viagem por muitos outros filmes, é preciso acreditar que, baseado nos clássicos de ficção científica, ainda teremos bons filmes do gênero para nos apresentar ótimas reflexões que podem nos deixar mais otimistas ou não sobre o futuro, mas eventualmente nos deixará um legado cinematográfico que merece ser conhecido.  É válido acompanhar todas as coleções da Versátil Home Vídeo de ficção científica, pois é uma rara oportunidade de conferir a diversidade cinematográfica desse gênero tão importante para a história do cinema.

Confira os cartazes dos filmes abaixo!

Fotos

Cine News
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS DE CINE NEWS