Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

20ª Festa do Cinema de Animação inicia nesta quinta, 14

Filmes de animação franceses serão exibidos no Líbero Luxardo com entrada franca.

O Liberal

O Cine Líbero Luxardo, do Centur, abre as portas nesta quinta-feira, 14, para a 20ª Festa do Cinema de Animação, evento que acontece na França e em outros países. Serão exibidos sete filmes de animação, entre curtas e longas metragens para todas as idades, que foram realizados pela França e em parceria com outros países. O festival segue até o próximo dia 20 com entrada franca. 

Em Belém, o festival é organizado pela Aliança Francesa de Belém e Líbero Luxardo com o apoio da Embaixada da França no Brasil. O tema do evento, este ano, é “Tudo é político”.

“Muita gente pensa que filme de animação é somente para criança, mas também tem animação para adulto”, observa o programador do Líbero Luxardo, Maurício Dias. Este ano, o festival colocou o tema político com filmes sobre a inclusão, direitos sociais e trabalhistas. As animações retratam essas demandas sociais”, acrescenta.

Animação

O 20ª Festa do Cinema de Animação exibe um filme diferente a cada dia, sempre a partir das 16 horas, começando por “Funan” (2017), do diretor Danis Do, nesta quinta, 14. O longa narra a sobrevivência de Chou, jovem mãe cambojana, durante a revolução do Khmer Vermelho, para encontrar o filho de 4 anos que foi tirado da família pelo regime. Classificação: 14 anos.

Na sexta, 15, será “Josep” (2020), de Aurel, realizado pela França com Espanha e Bélgica. O filme fala sobre dois republicanos, sendo um policial e o outro desenhista, que se conheceram em campos de concentração da ditadura de Franco. Eles estão por traz da história do espanhol Josep Bartolí, combatente anti-Franco e artista excepcional. Classificação: 12 anos.



No sábado, 16, será “Wardi” (2017), de Mats Grorud, realizado pela França com Noruega e Suécia. O longa conta a história da menina palestina de 11 anos, em Beirute, que vive com a família no campo de refugiados em que nasceu. Ela se empenha em devolver ao bisavô, Sidi, a esperança de voltar para casa. Ele foi expulso da própria casa, na Galileia, em 1948, e, desde então, vive naquele campo. Classificação: Livre

No domingo, 17, será exibido "Ernest et Célestine em Hiver" (2017), de Julien Chheng e Jean-Christophe Roger. Ernest é um urso que ama tocar música e comer geleia. Ele acolhe na casa dele a ratinha órfã Célestine e, juntos, vivem várias aventuras. Com a aproximação do inverno, eles se preparam para a hibernação de Ernest: cuidar do ganso selvagem Bibi, que voará antes da grande geada, celebrar o baile dos ratos e cozinhar bolos para que Ernest durma de barriga cheia. Classificação: Livre

Na segunda-feira, 18, será exibido “Le procès contre Mandela et les autres” (2018), de Gilles Porte e Nicolas Champeaux. Oito camaradas de luta de Nelson Mandela estão no banco dos réus, sob ameaça de serem sentenciados à pena de morte. Mas, junto a um defensor astuto, eles transformam o processo em uma tribuna contra o Apartheid. Classificação: 12 anos.

Na terça-feira, 19, será “Tout em haut du monde” (2015), de Rèmi Chayé, realizado pela França e Dinamarca. Nele, a jovem russa Sacha decide partir para o Pólo Norte para seguir o rastro do navio Davaï, que desapareceu em uma expedição da qual participava o avô dela, Oloukine. Classificação: Livre

Na quarta-feira, 20, o festival encerra com “Un homme est mort” (2017), de Olivier Cossu. Nele, os operários grevam por aumento de salários. Durante uma manifestação organizada pela Confederação Geral do Trabalho (CGT), ocorre um confronto violento com a polícia em que um grevista é morto a bala. Um cineasta é chamado para fazer um filme sobre esses eventos. Classificação: 12 anos.

Cinema
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM CINEMA

MAIS LIDAS EM CULTURA