Polícia conclui que Seu Jorge sofreu racismo em Porto Alegre, mas ninguém é indiciado

Delegada disse que os autores não puderam ser identificados nas imagens do caso,

Cultura
fonte

A Polícia Civil gaúcha concluiu que Seu Jorge foi alvo de ofensas racistas durante um show realizado em Porto Alegre, no dia 14 de outubro. O crime ocorreu no Grêmio Náutico União, onde o artista foi xingado de "macaco" e algumas pessoas imitaram o som do animal. Após dois meses, a delegada do caso, Andrea Mattos, informou que não conseguiu identificar os autores dos insultos e, por isso, ninguém foi indiciado.

Titular da Delegacia de Polícia de Combate à Intolerância, Andrea disse que as imagens com a perspectiva da plateia e a pluralidade de vozes nos trechos de áudios impediram a identificação. A polícia avalia que havia cerca de 800 pessoas no clube.

"É perfeitamente possível que pessoas da própria plateia não tenham ouvido as ofensas racistas. Ao contrário das vaias, foram emitidas por uma pequena parcela e muito dispersa", disse a delegada.

Leia também:

image Seu Jorge sofre racismo durante show em Porto Alegre
O artista foi atacado na noite da última sexta-feira, 14, no Clube Grêmio Náutico União, em Porto Alegre

image Seu Jorge e namorada anunciam gravidez
Cantor já é pai de três meninas

image Seu Jorge estrela duas biografias nos cinemas em novembro
Cantor também anunciou turnê musical com Alexandre Pires

Dezessete pessoas prestaram depoimento, incluindo o cantor, músicos, profissionais que trabalharam no evento, o presidente do clube e testemunhas. A prova testemunhal confirmou as acusações.

"A minha conclusão é que houve a materialidade, mas não temos uma pessoa física para atribuir a autoria dessas ofensas", disse a autoridade policial.

O caso pode ter repercussão na esfera cível, pois o clube não será responsabilizado criminalmente.

 

Palavras-chave

Celebridades
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA