Modelo gasta R$ 50 mil em clínica clandestina e recebe aplicação de silicone industrial no bumbum

Juju Ferrari desabafou que perdeu trabalhos devido às manchas e nódulos no corpo

Maiza Santos

Uma modelo e influencer chamada Juju Ferrari, de 35 anos, ficou revoltada após ter sido vítima de um erro durante um procedimento feito em uma clínica clandestina. A musa queria colocar implantes para aumentar o tamanho do bumbum e gastou mais de R$ 50 mil nos procedimentos. No entanto, descobriu que os supostos profissionais aplicaram silicone industrial na região dos glúteos ao invés de hidrogel. 

VEJA MAIS

Mulher morre após aplicar hidrogel no bumbum, em casa
A causa da morte foi dada como uma falência múltipla de órgãos

Andressa Urach remove tatuagens e cicatriz no bumbum, que ficou após retirar hidrogel
Eterna vice-Miss Bumbum decidiu fazer os tratamentos depois que voltou a trabalhar como modelo: "Me incomodam"

Luisa Marilac revela dores insuportáveis por causa de silicone industrial
Ativista trans e influenciadora quer retirar a substância do corpo mas não tem dinheiro

Juju iniciou as etapas para colocar o hidrogel em uma clínica clandestina. No entanto, tudo mudou após a segunda aplicação, quando começaram a aparecer os problemas. O hidrogel aplicado pelo profissional começou a se misturar com o silicone industrial do primeiro procedimento. 

“Ela tinha uma clínica, mas não era registrada. Era mais uma clínica clandestina. Teve diversas modelos em São Paulo. Ele passou que fazia aplicação de hidrogel. Depois, com a minha médica, eu descobri que era silicone industrial. Eu comecei a procurar médicos. Eles pediram ressonância, por causa de uma infecção que eu tive, e foi quando descobriram que existiam esses pontos de hidrogel e silicone industrial”, relatou.

A modelo ganhou popularidade após vencer um concurso para “Musa do Botafogo” há cerca de dez anos. Desde então, Juju fez várias participações em programas de televisão, como “Pânico” e o quadro “Teste de Fidelidade” (Rede TV). A pressão estética pelo corpo perfeito fez com que a modelo passasse a se cobrar mais pela aparência. E as consequências foram estéticas e financeiras.

“A pior parte ficou na aparência. Tem alguns nódulos. Não tem mais aquela aparência redondinha do bumbum feito e as dores que são mais frequentes. Até para fazer exercícios físicos eu acabo sentindo bastante”, disse.

Juju Ferrari (Reprodução: Redes Sociais)

Devido aos procedimentos errados, Juju passou a usar fios de PDO para a sustentação da região e fazer ressonância magnética para monitorar e identificar qualquer risco de infecção.

“Desde então, eu comecei a fazer alguns tratamentos. Eu faço fios de PDO para sustentação. Eu tenho que ficar fazendo essa ressonância para ver se não dá algum problema de infecção. O perigo maior seria o de infecção”, declara a modelo.

(Estagiária Maiza Santos, sob supervisão da editora web de OLiberal.com, Ana Carolina Matos)

Celebridades
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA