Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Artistas lamentam incêndio na Cinemateca e cobram governo federal

Vários artistas utilizaram as redes sociais para comentar mais um incêndio em museus que guardam a história nacional

O Liberal

Vários artistas utilizaram as redes sociais na noite desta quinta-feira (29) para lamentar o incêndio da Cinemateca Brasileira em São Paulo. Leandra Leal, Tico Santa Cruz, Felipe Neto e Gregório Duvivier compartilharam mensagens hoje e cobraram o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O risco de incêndio foi anunciado há anos e nos últimos meses foi reforçado por um manifesto dos trabalhadores da Cinemateca.

A atriz Leandra Leal destacou no Twitter que o incêndio da Cinemateca é "inaceitável e triste". A colega atriz Ana Hikari, que trabalhou na temporada de "Malhação - Viva a Diferença", destacou que o o incêndio era uma tragédia anunciada e que local precisava de manutenções.

Os cantores Tico Santa Cruz, Leci Brandão e MC Rashid também se pronunciaram.  Tico lembrou que antes do incêndio da cinemateca, na última quarta-feira (28) foi o CNPQ que perdeu dados de pesquisadores. O cantor destacou que o governo não se preocupou em conservar locais e informações importantes para a cultura e a ciência brasileira.

A sambista Leci ressaltou que o descaso com a cultura era criminoso. Ela lembrou que os trabalhadores da Cinemateca alertaram para esse risco recentemente.

O artista MC Rashid também lamentou a perda de parte da cultura nacional.

 

O youtuber e influenciador digital Felipe Neto compartilhou o comunicado dos trabalhadores da Cinemateca com o intuito de reforçar que o incêndio não foi um acidente. O comediante Gregório Duvivier também compartilhou o mesmo manifesto divulgado em abril. "Sem trabalhador não tem acervo", afirmou.

 

 

As equipes do Corpo de Bombeiros de São Paulo estão no local com 50 militares e 17 viaturas tentando controlar as chamas do incêndio que teria começado por volta das 18h. A unidade da Cinemateca Brasileira na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo, teve o galpão de arquivo comprometido - uma área de cerca de 1 mil m². O Corpo de Bombeiros informou que o incêndio estava prestes a ser controlado.

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA