Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Artistas do teatro paraense celebram 78 anos e Geraldo Salles em encontro virtual

O Grupo Experiência vai promover uma live, às 19h, na próxima terça-feira (18)

Bruna Lima

O próximo dia 18, terça-feira, é uma data especial para a classe artística, principalmente do teatro. O Grupo Experiência vai promover uma live, às 19h, com oito artistas do ramo para contar um pouco da história dentro do grupo, mas o encontro também vai celebrar a vida de Geraldo Salles, um dos fundadores do grupo e uma referência viva do teatro paraense. Neste dia, o ator e diretor completa 78 anos.

A live foi pensada e será mediada por Paulo Fonseca, mais conhecido por Paulão. O artista que também faz parte do Grupo Experiência vai transmitir o encontro por meio do próprio instagram @paulofonseca4069 e chamou Cacá Carvalho, Natal Silva, Klaus Costa, Lucinha Bastos, Edyr Proença, Yeyé Porto e Geraldo Salles para compor o grupo reviver um pouco da trajetória do grupo e de Geraldo Salles.

Paulão disse que o momento vai ser uma grande oportunidade de troca, conhecimento e celebração, já que é o dia em que Geraldo Salles completa mais um ano de vida. "Eu pensei nessa live como forma de celebrar a existência do Grupo Experiência e do Geraldo Salles. O Grupo tem 37 anos de história, vivência e experiência e esses convidados vão dividir com o público um pouco do que viveram dentro desse espaço que resiste até hoje ", destacou Paulão.

Cada convidado terá meia hora para falar dos principais acontecimentos dentro do grupo. O ator e diretor paraense Cacá Carvalho antes de sair de Belém iniciou sua história com o teatro no Grupo Experiência. O escritor Edyr Proença escreveu pelo menos cinco textos que viraram peças do Experiência. 

A cantora Lucinha Bastos é uma das participantes da peça Verde Ver- o - Peso e por meio da live ela vai poder dividir com o público mais essa experiência nos palcos. As atrizes Natal Silva e Yeyé Porto, que também são integrantes do grupo e são figuras reconhecidas no teatro, também vão dividir um pouco dos acontecimentos mais marcantes desse período.

Além da experiência como ator, Klaus Costa também vai falar do trabalho como produtor cultural dentro do grupo, que é algo que ele vem sentindo grande prazer em exercer. 

E Geraldo Salles, o ícone do teatro paraense, vai dividir sobre sua trajetória e novos projetos. O ator e diretor já está em fase de pré-produção de um novo espetáculo que vai falar sobre os aspectos sociais, econômicos e políticos do período da construção da estrada de ferro Belém – Bragança.

Ícone vivo do teatro paraense

O encontro virtual dos artistas é uma forma de confirmar que o mais importante é celebrar e reverenciar os ícones em vida. Por isso, o dia em que Geraldo Salles completa 78 anos não poderia ser diferente. Falar de teatro e produções é a vida do artista. As vésperas de

completar oito décadas ele se mantem com a cabeça fervilhando dentro do processo de pesquisa e produção.

“O Geraldo é o tipo de pessoa que fica com a cabeça funcionando 24 horas e respirando teatro. O teatro é a vida dele. Toda semana a gente se fala e ele conta como está o processo de pesquisa e pré-produção dos novos projetos. É muito bonito de ver essa paixão e força que ele tem pela arte. Com certeza é o grande ícone do teatro paraense”, destaca Klaus Costa.

Yeyé Porto que faz parte do Grupo Experiência há 30 anos disse que vai aproveitar o momento para dividir um pouco do que experiência representa para si e o que o Geraldo representa para todos. Ela diz que todos os anos o aniversário de Geraldo é pensado e programado desde o mês de janeiro.

“A gente começa a programar a festa dele desde o início do ano. Ele fica animado, ele ama festejar essa data é sempre um momento de muita alegria”, diz Yeyé.

Sobre os momentos mais bonitos dentro do grupo ela destacou dois. Um deles foi quando o Verde Ver- 0- Peso foi representar o Brasil em um encontro cultural dos países que falam a língua portuguesa, em são Paulo .

“A receptividade foi linda. Foi o último espetáculo de Nilza Maria. Ela no palco com a gente. E outro foi a estreia do espetáculo “Senhora dos Afogados, nesse espetáculo o Geraldo entrou em cena com um personagem muito forte”, disse Yeyé. A peça foi dirigida por Cacá de Carvalho.

Yeyé diz que o Grupo Experiência é a sua segunda família, pois é um espaço onde a relação com o elenco já é de irmão. "Já temos uma relação de irmãos, são muitos anos juntos”, completou a atriz.

O Grupo Experiência nasceu em 1972 dentro de uma sala do colégio Moderno. A escola procurou por professores da escola de teatro para contribuir com alunos com a arte. Foi quando Geraldo Salles foi procurado e deu início com a oficina.

A oficina resultou no espetáculo “O viajante” de Isabel Câmara e foi apresentado no Teatro da Paz. A partir disso, os participantes ficaram entusiasmados e resolveram criar o Grupo Experiência, disse Geraldo Salles.

“Eu lembro que o teatro estava em obra. Foi um momento muito marcante para o grupo”, completou Salles. Depois disso, o grupo monto a peça “Happening”, que chegou a ficar duas semanas direto em cartas no Teatro da Paz.

O Grupo atualmente é formado por um elenco de aproximadamente 20 pessoas entre técnicos e artistas, mas durante esses 37 anos grandes nomes já passaram e deixaram sua marca. Artistas como Fafá de Belém, Nilson Chaves, o ex-governador Simão Jatene, Eloy Iglesias e entre outros nomes deixaram sua marca.

Para Paulão, a live será um recorte mínimo da trajetória do grupo, pois mais de 100 atores já passaram pelo Experiência. “Não foi fácil selecionar esses nomes, pois são muitas pessoas importantes que fazer parte dessa trajetória”, explica Paulão.

O grupo soma aproximadamente 50 espetáculos, mas o Verde Ver-o-Peso é o principal, pois caminha junto com a trajetória do grupo. “É uma peça que todos os anos apresentamos e que lota o público. Isso é muito significativo, pois faz parte do calendário cultural do estado”, disse Paulão.

A montagem é uma mistura de comédia, teatro de revista e uma sátira sobre os costumes do povo paraense. Tudo se passa na mais popular feira livre do estado: o Ver-o-Peso.

Diante dessa trajetória, para o grupo Geraldo já deveria ter um teatro em seu nome, pois suas obras e seus trabalhos deixam marcas. “É importante falar que o Geraldo já recebeu diversos prêmios, até internacionais. Mas tem muita gente que não sabe e não dá valor. A valorização e o reconhecimento deve ser feito em vida”, pontuou Klaus Costa.

Quem quiser participar da live é só acessar a conta do instagram do ator Paulo Fonseca e participar do bate-papo. A live vai abrir com Cacá de Carvalho e encerrar com Geraldo Salles, o destaque da noite.

 

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA