Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Aline Campos revela que já foi vítima de estupro duas vezes

A influenciadora se identificou com a carta aberta de Klara Castanho e contou a situação que aconteceu com ela

Painah Silva

Aline Campos está em uma nova fase em sua carreira. A ex-bailarina do Faustão integra o elenco do novo filme "Férias Trocadas", de Bruno Barreto, e no longa, ela interpreta a mãe da personagem de Klara Castanho. A proximidade que cresceu entre as duas durante as gravações fez Aline revelar que assim como Castanho, ela também havia sido violentada sexualmente duas vezes

VEJA MAIS

'Indignada, revoltada e chateada', diz delegada sobre o estado de vítima estuprada por anestesista
A mulher e o marido irão prestar depoimentos sobre o abuso sexual ocorrido durante cesariana no último domingo

Klara Castanho: Entenda o caso e as múltiplas violências contra a atriz
A atriz teve sua vida pessoal mostrada de forma irresponsável desde a quebra do sigilo de sua equipe médica até a exposição por Antônia Fontenelle e Leo Dias

Mulher que viralizou fazendo sexo em show de Henrique e Juliano denuncia estupro
Géssica Gomes dos Santos afirma não lembrar de nada e que soube do vídeo no dia seguinte ao show; um inquérito foi aberto para investigar o caso

“O que posso falar hoje é que, sim, fui abusada sexualmente, fui estuprada. E fui curada em processo terapêutico. Isso me fortaleceu. Estou aqui para dar o meu depoimento, se meninas ou mulheres quiserem conversar sobre como passei por isso", disse.

Abusos

Na época que Klara contou o que tinha acontecido com ela, através de uma carta aberta publicada no Instagram, a influenciadora revelou nos comentários que também passou por uma situação semelhante

Em entrevista a Patrícia Kogut, a bailarina contou em detalhes o acontecido: "Isso foi algo que graças a Deus eu curei na terapia. Por isso, indico psicólogo e meditação a todas as pessoas que posso. Durante alguns anos, passei por esse processo de curar, de reconhecer. O que acontece? Muitas meninas e mulheres se cegam para a violência que viveram e se sentem culpadas. A mulher pensa que provocou, a sociedade machista nos faz sentir assim”.

“Hoje em dia, agradeço por eu ter conseguido superar e me fortalecer. Quando relatei na internet, disse que estava abrindo meu coração na intenção de ajudar. Todas as coisas ruins têm dois caminhos: o que destrói e o que potencializa. Essas violências aconteceram comigo em duas situações. Eu tinha pouco menos de 18 anos. Foi numa época em que eu queria trabalhar, ter as minhas próprias coisas, saía, bebia... E em muitas ocasiões o homem usa a bebida para tirar a culpa e passar para a mulher, que está vulnerável”, continua a bailarina.

Castração química para quem comete crimes sexuais: saiba o que é isso
Na Tailândia, um projeto de lei que visa combater o crime sexual usando a castração química foi aprovado pelo Senado; saiba detalhes sobre o método

Ex-Remo, Eduardo Ramos dispara sobre médico preso por estupro: 'Arrancar o pinto dele e fazer comer'
Jogador, que está sem clube, fez uma postagem no Instagram sobre o caso

Quilombolas fazem manifestação para pedir que idoso acusado de abuso sexual permaneça preso, em Moju
A denúncia teria sido feita na terça-feira (12), na delegacia do município; as vítimas foram submetidas a exame de corpo delito e receberam atendimento no Conselho Tutelar, enquanto o acusado foi preso pela polícia na noite de terça-feira

Aline cita a importância de falar sobre o assunto: “Por isso é tão importante a gente falar do que não se deve fazer. Muitos homens usam da bebida para aliciar. A bebida faz com que, se a mulher disser ‘não’ e a pessoa forçar; ou então se a mulher dormir, ou então ser drogada por alguém, como aconteceu comigo, ela acorda do pesadelo e acha que a culpa é dela. Essa falta de consciência traz dúvidas por algum tempo. Foram duas situações bem chatas que eu ressignifiquei”.

(*Estagiária Painah Silva, sob supervisão da Coordenadora de Conteúdo de Cultura, Sonia Ferro)

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA