Marco Antônio Moreira

CINENEWS

Presidente da Associação dos Críticos de Cinema do Pará (ACCPA), membro-fundador da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (ABRACCINE) e membro da Academia Paraense de Ciências (APC). Doutorando em Artes pelo PPGARTES/UFPA; mestre em Artes pela UFPA. Professor de Cinema em várias instituições de ensino (UFPA, IESAM, CAIANA FILMES, SESC, EMATRA, FIBRA e Casa das Artes) e coordenador-geral do Centro de Estudos Cinematográficos (CEC). Crítico de cinema na revista Troppo (O Liberal) e apresentador do programa Atualidades Cinematográficas (Rádio Liberal AM).

Novo filme de Woody Allen, filme brasileiro premiado, mostra Luís Buñuel e exibição de 'O Irlandês'

Marco Antônio Moreira

Um Dia Chuvoso em Nova York

Woody Allen criou estilo próprio de realizar filmes. Roteirista e diretor, ele apresenta olhar crítico sobre a sociedade e cria palavras e imagens de modo objetivo, sem delírios e exageros formais. Desde seus primeiros filmes, Allen perpassa uma maneira inteligente de contar histórias.

Suas comédias são tão sérias quanto os dramas que ele filmou. Allen é sempre sério, mas muitas vezes prefere brincar com essa tendência melancólica de lidar com o mundo. Seus personagens refletem os pensamentos de um cineasta/roteirista que expressa opinião sobre tudo e todos. Então, cada filme expressa, de algum modo, sua maneira de enxergar, criticar e entender o mundo.

Influenciado por grandes diretores como Ingmar Bergman e Federico Fellini, Allen tem produzido basicamente um filme por ano, desde 1969. Logo, temos muito que ver/ouvir de um cineasta talentoso que demonstra maturidade a cada novo trabalho.

Seu novo filme, "Um Dia de Chuva em Nova York", foi elogiado por muitos críticos internacionais e finalmente estreou em diversos países. Depois do excelente "Roda Gigante" entre outros filmes que realizou nos últimos anos, estou otimista com as possibilidades de sua nova produção.

Allen é um autor, um pensador. Entendê-lo como um artista conectado com seu tempo e suas angústias particulares, é um bom começo para interpretar seu trabalho tão rico e sensível sobre a condição humana.

Quando: Dia 27/11
Onde: Cinepólis Boulevard

A Vida Invisível

"A Vida Invisível" e "Bacurau" são os grandes destaques do cinema brasileiro deste ano. Ambos foram premiados no festival de Cannes e receberam excelentes críticas.

"A Vida Invisível" é o representante no Brasil para concorrer ao "Oscar" 2020 e tem na direção Karim Aïnouz, ótimo cineasta que realizou "Madame Satã", "O Céu de Suely", "Viajo porque preciso, volto porque te amo", entre outros títulos.

A história do filme se passa nos anos 1940 quando duas irmãs vivem em rígido regime patriarcal. No elenco, a extraordinária atriz Fernanda Montenegro. Viva o cinema brasileiro!

Onde: Cine Líbero Luxardo
Quando: Até dia 27/11

Mostra Luís Buñuel

Luís Buñuel é um dos maiores cineastas do cinema. Sua obra é repleta de filmes instigantes com temáticas sociais, políticas, culturais, religiosas. Desde seu primeiro filme, "Um Cão Andaluz" (1929) (realizado com Salvador Dali), ele questiona dogmas de uma sociedade contraditória e hipócrita.

Um dos temas constantes de sua obra é a ridicularizarão da burguesia e seus mecanismos de manutenção social. Com tanta diversidade cinematográfica, uma mostra de filmes de Buñuel é muito bem vinda. Indico toda a programação, especialmente "Os Esquecidos", "Nazarin", "Viridiana", "O Discreto Charme da Burguesia" e "O Fantasma da Liberdade" (trailer). A mostra Luís Buñuel está em exibição no cinema Olympia e tem entrada franca.

Onde: Cinema Olympia
Quando: até dia 5/12

O Irlandês

"O Irlandês" de Martin Scorsese é imperdível. Um dos melhores filmes do cineasta que demonstra, como sempre, que sabe dignificar o cinema como arte. É um filme sobre a Máfia e como interfere na vida das pessoas. "O Irlandês" também é sobre envelhecimento, solidão, perdas e memórias daqueles que vivem em torno de um modo de vida violento.

Elenco extraordinário. Destaque especial para Robert De Niro em atuação histórica, digna de todos os aplausos e prêmios. Al Pacino e Joe Pesci estão excelentes em papéis de difícil elaboração. "O Irlandês" é puro cinema! Em exibição no cine Líbero Luxardo.

Onde: Cine Líbero Luxardo

Marco Antônio Moreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM COLUNAS E BLOGS