CINE NEWS

Por Marco Antônio Moreira

Coluna assinada pelo presidente da Associação dos Críticos de Cinema do Pará (ACCPA), membro-fundador da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (ABRACCINE) e membro da Academia Paraense de Ciências (APC). Doutor em Artes pelo PPGARTES/UFPA; Mestre em Artes pela UFPA. Professor de Cinema em várias instituições de ensino, coordenador-geral do Centro de Estudos Cinematográficos (CEC), crítico de cinema e pesquisador.

Melhores do Cinema - 2021

Marco Antonio Moreira

O hábito de escolher os melhores filmes que assisti no final de cada ano é sempre interessante para avaliar as obras que de alguma maneira se destacaram entre as diversas produções cinematográficas do ano. Evidentemente, em 2021, muitos filmes interessantes exibidos em festivais e mostras não foram exibidos no circuito de exibição nacional e local. Felizmente, os canais streaming colaboraram para que a trajetória cinéfila de vários admiradores do cinema fosse mais rica e diversa com filmes inéditos de qualidade que merecem ser lembrados em uma análise sobre os melhores do cinema em 2021.

Como meio de colaborar com os leitores com indicações de filmes que merecem atenção, divulgo a minha relação dos melhores filmes assistidos este ano apresentada na eleição deste ano da Associação de Críticos de Cinema do Pará (ACCPA) que tradicionalmente escolhe as melhores produções cinematográficas do ano, desde 1962. Os filmes escolhidos me impressionaram pelas suas temáticas e estéticas e reforçaram minha crença na evolução do cinema como arte fundamental para este século.

Desejo um Feliz 2022 para todos com muita saúde e paz!

Filmes 2021

Filmes:

1) Druk Mais uma Rodada de Thomas Vinterberg. Um grupo de professores decide testar uma teoria de que serão mais felizes e bem-sucedidos pessoalmente e profissionalmente vivendo com um pouco de álcool no sangue, diariamente. Belo e amargo filme do cineasta dinamarquês Vinterberg, mesmo diretor de Festa de Família, A Caça e A Comunidade. O final do filme é extraordinário!

2) Nomadland de Chloé Zhao. Depois de perder tudo que tinha na grande recessão americana, uma mulher decide viajar pelo interior dos EUA e tenta se reinventar por meio de encontros e desencontros que surgem em sua vida. Poesia e cinema em excelente atuação de Frances McDormand.

3) Annette de Leos Carax. Um comediante tem que cuidar de sua filha pequena, após a morte de sua esposa. Mas a criança apresenta um dom especial que vai surpreendê-lo. Provocante e audacioso filme de Carax, mesmo diretor de Holy Motors, um dos melhores filmes da década passada.

4) First Cow A Primeira Vaca da América de Kelly Reichardt. Uma amizade improvável surge a partir do encontro de um cozinheiro e um chinês em fuga, nos Estados Unidos, em 1820. Excelente filme da diretora e co-roteirista Kelly Reichard que precisa ser mais conhecida pelos cinéfilos.

5) Os 7 Prisioneiros de Alexandre Moratto. Um rapaz humilde de uma cidade pequena aceita trabalhar em um ferro velho em São Paulo. Mas ele e outros jovens são enganados e são envolvidos em uma rede de trabalho escravo. Filme brasileiro de alta qualidade com olhar crítico sobre graves problemas sociais de nosso país.

6) Cry Macho O Caminho para Redenção de Clint Eastwood. Um ex-astro de rodeio e criador de cavalos aceita proposta de trabalho de um ex-chefe para trazer seu filho que mora no México de volta aos EUA. A jornada de retorno deste jovem, de algum modo, transformará os dois a partir das experiências vividas durante o caminho. Ótimo filme do diretor, ator e produtor Clint Eastwood, que este ano, completou 91 anos de idade.

7) O Ataque dos Cães de Jane Champion. No início do século XX, nos EUA, um fazendeiro vive intensamente um conflito contra a nova esposa do irmão e seu filho adolescente. Excelente roteiro e direção de Jane Champion.

8) Quo Vadis, Aida? de Jasmila Zbanic. Uma professora trabalha como tradutora para a ONU durante a Guerra da Bósnia e faz tudo que pode para ajudar a sua comunidade e família quando o exército inimigo invade a cidade. Excelente direção em um filme necessário para outros e novos debates sobre a realidade dos países em guerra. 

9) Sweat de Magnus von Horn. Uma digital influencer com milhares de seguidores que seguem fielmente suas orientações sobre exercícios físicos e estilo de vida fitness não está feliz. Ela procura uma relação verdadeira na sua vida, mas tem dificuldades em viver no mundo real. Direção e roteiro inteligentes que estimulam o espectador a pensar sobre as relações das pessoas no mundo real e virtual.

10) Duna de Dennis Villeneuve. Adaptação da obra de Frank Herbert com ótima direção de Villeneuve, mesmo diretor de Blade Runner 2049. Este filme confirma que é possível uma obra cinematográfica de grande produção provocar reflexões no espectador a partir de uma história complexa e bem desenvolvida. 

Outros filmes: A Última Floresta de Luiz Bolognesi,  Minari Em Busca da Felicidade de Lee Isaac Chung, O Caso Collini de Marco Kreuzpaintner, Deserto Particular de Aly Muritiba e Não Olhe para Cima de Adam McKay. Como série ou minissérie é necessário evidenciar o lançamento de The Beatles Get Back de Peter Jackson.  

Cine News
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS DE CINE NEWS