CINE NEWS

Por Marco Antônio Moreira

Coluna assinada pelo presidente da Associação dos Críticos de Cinema do Pará (ACCPA), membro-fundador da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (ABRACCINE) e membro da Academia Paraense de Ciências (APC). Doutorando em Artes pelo PPGARTES/UFPA; Mestre em Artes pela UFPA. Professor de Cinema em várias instituições de ensino, coordenador-geral do Centro de Estudos Cinematográficos (CEC), crítico de cinema e pesquisador.

Netflix, Globoplay e Looke: Cinema brasileiro em streaming

Marco Antônio Moreira

Admiro o cinema brasileiro há muitos anos e sempre procuro valorizá-lo ao argumentar as informações que existem na produção de um filme em nosso país como as dificuldades de produção, à exclusão comercial na exibição nas salas de exibição, os limites de distribuição, a falta de recursos públicos e privados, o talento de novos e veteranos realizadores e a nova geração do audiovisual. É necessário debater com o público os diversos temas que fazem parte da história do cinema brasileiro para debelar o preconceito contra nosso cinema e afirmações de sua inferioridade em comparação com outras cinematografias.

Infelizmente, a maioria que pensa de modo preconceituoso não tem seguido os lançamentos realizados nos últimos anos ou décadas e, apesar disso, manifesta declarações negativas. Neste debate é prioritário que se procure nos cinemas e plataformas streamings filmes brasileiros para maior conhecimento sobre nosso cinema. Desse modo, naturalmente este e qualquer outro preconceito será desconstruído.

Selecionei alguns títulos do cinema nacional nas plataformas streaming para que o leitor possa acessar e apreciar bons filmes brasileiros que reforçam a interpretação de que permanece um procedimento de evolução fílmica que precisa ser conhecido e incentivado por todos os públicos, especialmente o espectador brasileiro.

Boas sessões!

Looke

A Luneta do Tempo (2016) de Alceu Valença - Lampião e Maria Bonita enfrentam a polícia local e seu principal antagonista é Antero Tenente, que foi abandonado pelo bando de Lampião. Este conflito permanece após muitos anos quando o filho de Antero torna-se adulto e não aceita qualquer provocação à imagem do pai ou a menção a Lampião.
 

 

O Banquete (2018) de Daniela Thomas

Anos 80. Apesar de ter retornado à democracia, o Brasil vive época de inconstância política e uma jornalista descobre segredos sobre o presidente do país que podem transformar a estabilização da nação.

Unicórnio (2018) de Eduardo Nunes - Maria e sua mãe tem cuidar de uma plantação e esperam que o pai regresse. Mas Maria se envolve com um homem que vive na região e muda sua vida e de sua família.

 

Globoplay

São Bernardo (1973) de Leon Hirzman - Um homem de origem pobre torna-se dono de uma decadente fazenda. Ele ascende socialmente e entra para a economia rural. Ao casa com uma  professora da cidade, começa a ter problemas devido as suas diferenças.
 

 

"A Busca" (2013) de Luciano Moura

Um casal procura o filho de 15 anos desaparecido. Durante a busca, o marido fica sabendo que a esposa quer se separar dele e, de algum modo, tenta se reinventar para enfrentar estes desafios. 

A Ostra e o Vento (1996) de Walter Lima Júnior - Marcela vive com seu pai, o faroleiro Jose e o velho Daniel em uma ilha. O único contato da menina com o mundo exterior é por meio de uma embarcação que regularmente entrega suprimentos. Daniel a ensina a ler e a severidade do pai quer protegê-la do mundo, mas ela segue sua vida e adolescente, passa a sentir outros aspirações de viver a vida.
 

 

Netflix

“Casagrande” (2015) de Felipe Barbosa - Um casal da alta burguesia carioca tem uma vida bastante confortável, mas aos poucos chega à falência. Seu filho não sabe dos problemas financeiros e faz de tudo para se desvencilhar dos pais. O casal corta despesas e o filho enfrentará uma realidade financeira que ele não conhecia.
 

 

 

"Cidade de Deus" (2002) de Fernando Meireles e Kátia Lund - Buscapé  é um jovem pobre, que cresce em um universo de muita violência na Cidade de Deus, favela carioca conhecida por ser um dos locais mais violentos da cidade. Ele tenta mudar seu destino e por causa de seu talento como fotógrafo, o qual permite que siga carreira na profissão, tenta entender o dia-a-dia da favela onde vive.
 

 

"Paraíso Perdido" (2018) de Monique Gardenberg

Paraíso Perdido é um clube noturno gerenciado por José com muitas apresentações musicais. O policial Odair se aproxima de sua família ao ser contratado para fazer a segurança do jovem talento Ímã, neto de José. O laço entre o agente e o clã de artistas revela-se intenso e novas histórias serão vividas.

Cine News
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!