Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CINE NEWS

Por Marco Antônio Moreira

Coluna assinada pelo presidente da Associação dos Críticos de Cinema do Pará (ACCPA), membro-fundador da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (ABRACCINE) e membro da Academia Paraense de Ciências (APC). Doutorando em Artes pelo PPGARTES/UFPA; Mestre em Artes pela UFPA. Professor de Cinema em várias instituições de ensino, coordenador-geral do Centro de Estudos Cinematográficos (CEC), crítico de cinema e pesquisador.

Mulheres no cinema V - Atrizes, editoras, figurinistas e roteiristas

Marco Antonio Moreira

Concluo nesta semana minhas homenagens ao dia internacional da mulher com uma seleção de artistas que trabalham em diversas categorias no cinema. Atrizes, montadoras, figurinistas e roteiristas merecem ser ratificadas por sua obra de qualidade. Espero que as mulheres lutem continuamente por mais oportunidades no mundo do cinema. As mudanças começaram e não haverá retrocesso para narrativas do passado de exclusão e preconceito.

 Evidencio que nesta série de publicações sobre as mulheres no cinema selecionei diversos nomes talentosos, mas certamente temos mais exemplos em todos os setores do meio cinematográfico. Espero que o leitor tenha apreciado as publicações e possa prestigiar o trabalho de todas as mulheres assistindo seus filmes.

Na seleção desta semana indico alguns nomes de atrizes, editoras, figurinistas e roteiristas.

Os filmes citados nesta publicação podem ser encontrados em diversas plataformas. 

Boas sessões!

Liv Ullman: considerada uma maiores atrizes do cinema por excelente desempenho em filmes de Ingmar Bergman como Persona (1966), Vergonha (1968) e Gritos e Sussurros(1972) e Face a Face (1976).

Liv Ullman (Divulgação)

Bibi Anderson: atriz que diversas atuações importantes e que participou de filmes essenciais da obra do diretor Ingmar Bergman como O Sétimo Selo (1957), Morangos Silvestres (1957) e Persona (1966).
Harriet Anderson: atriz com desempenhos importantes em filmes de Ingmar Bergman como Monica e o Desejo (1953) e Gritos e Sussurros (1972).

Bibi Andersson (Divulgação)

Harriet Anderson: atriz com desempenhos importantes em filmes de Ingmar Bergman como Monica e o Desejo (1953) e Gritos e Sussurros (1972).

Harriet Andersson (Divulgação)

Ingrid Thulin: atriz muito conhecida em filmes de Ingmar Bergman como Luz de Inverno (1962), O Silêncio (1963) e Gritos e Sussurros (1972).

Hattie McDaniel: atriz e cantora e primeira mulher negra a ganhar um Oscar pelo filme  E o Vento Levou (1939) como melhor atriz coadjuvante.

Hattie McDaniel (Divulgação)

Meryl Streep: atriz extraordinária premiada com o Oscar pela atuação extraordinária em A Escolha de Sofia (1983).

Katherine Hepburn: uma das atrizes mais importantes do cinema premiada diversas vezes com o Oscar e atuações marcantes como Uma Aventura na África (1951).

Elizabeth Taylor: atriz que desde criança trabalhou no cinema e depois se destacou com atuações importantes em filmes como O Pecado de todos nós (1967).

Bette Davis: atriz aclamada pela crítica e público e é referência de atuação em filmes como Jezebel (1938) e O que terá acontecido com Baby Jane? (1962).

Ingrid Bergman: atriz sueca que se destacou em trabalhos como Casablanca (1941), Stromboli (1950) e Europa 51 (1951).

Frances McDormand: atriz premiada com o Oscar e em evidência este ano por Nomadland (2020).

Fernanda Montenegro: a maior atriz do cinema, teatro e televisão brasileiros. Atuações históricas em A Falecida e Eles não usam Black-Tie.

Cate Blachet: atriz vencedora do Oscar pelo filme O Aviador (2004).

Donna Reed: atriz vencedora do Oscar por A Um Passo da Eternidade (1953) e muito conhecida pela atuação no filme A Felicidade não se Compra (1946).

Donna Reed (Divulgação)

Isabelle Huppert: atriz com atuações magistrais em filmes como Amor Frágil (1976), A Professora de Piano (2000) e Elle (2015).

Viola Davis: atriz vencedora de vários prêmios incluindo o Oscar pelo filme Fences (2016).

Thelma Schumacher: editora de diversos filmes de Martin Scorsese em Touro Indomável (1980) e Cassino (1995). Schumacher foi indicada oito vezes ao Oscar de melhor edição, e venceu em três ocasiões por: Touro Indomável (1980), O Aviador (2004) e Os Infiltrados (2006).

Thelma Schumacher (Divulgação)

Blanche Sewell: editora do clássico O Mágico de Oz (1939).

Adrienne Fazan: editora de Cantando na Chuva (1952).

Anne Bauchens: editora do filme Os Dez Mandamentos (1956).

Cécile Decugis: editora de Acossado (1960)

Françoise Bonnot: editora de Z (1969), O Estado de Sítio (1972) e O Inquilino (1976).

Verna Fields: editora de Essa Pequena é uma Parada (1972), A Louca Escapada (1974) e Tubarão (1975).

Marcia Lucas: editora de Guerra nas Estrelas (1977), O Imperio Contra Ataca (1980) e O Retorno de Jedi (1983).

Susan E. Morse: editora de Manhattan (1979), Zelig (1983) e A Rosa Púrpura do Cairo (1985).

Sylvia Ingemarsson: editora de Sonata de Outono (1978) e Fanny e Alexander (1982).

Sylvia Ingemarsson (Divulgação)

Edith Head: figurinista premiada que trabalhou em diversos filmes de Alfred Hitchcock como Janela Indiscreta (1954) e Um Corpo que Cai (1957).

Joan Harrison : co-roteirista Correspondente Estrangeiro (1940) e Rebecca A Mulher Inesquecível (1941) de Alfred Hitchcock. Primeira roteirista indicada ao Oscar de Melhor Roteiro Original, em 1941.

Callie Khouri: roteirista de Thelma e Louise (1991).

Naomi Kawase: roteirista e diretora de O Segredo das Águas (2014).

Rutch Prawer Jhavala: roteirista de Retorno a Howard´s End (1992) e Vestígios do dia (1993) de James Ivory.

Milena Canonero: figurinista premiada com diversos trabalhos em filmes de Stanley Kubrick como em Laranja Mecânica (1971), Barry Lyndon (1975) e O Iluminado (1980).

Milena Canonero (Divulgação)

Joan Tewkesbury: roteirista de Nashville (1976) de Robert Altman.

Frances Goodrich: co-roterista de A Felicidade não Se Compra (1946).

Julia Murat e Maria Clara Escobar: co-roteristas de Histórias que Só Existem Quando Lembradas (2012).

Isabel Coixet: roteirista e diretora de Minha vida sem mim (2003).

Betty Comden: co-roteirista de Cantando na Chuva (1951) de Stanley Donen e Gene Kelly.

Margarethe Von Trotta: roteirista e diretora de Os Anos de Chumbo (1981).

Margarethe Von Trotta (Divulgação)

Carole Eastman: roteirista de Cada Um Vive Como Quer (1970).

Vanna Paoli : co-roterista de Cinema Paradiso (1989).

Vanna Paoli (Divulgação)
Cine News
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS DE CINE NEWS