Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Qualidade da imagem da Netflix pode cair? entenda

Decisão judicial determina que empresa pare de usar tecnologia de compressão de vídeos em alta definição

Emilly Melo

Uma liminar do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) exige que a Netflix pare de usar a tecnologia de compressão de vídeos em alta definição chamada DivX. Se a medida não for cumprida, o serviço poderá receber multa de R$ 50 mil por dia. A ordem judicial já havia sido derrubada pela empresa em 2022, mas voltou a valer. Com informações de Tilt.

VEJA MAIS

'La Casa de Papel: Coreia' estreia hoje na Netflix; saiba o que são as máscaras Hahoetal
A primeira temporada com 6 episódios está disponível no catálogo a partir desta sexta-feira (24)

Netflix negocia continuação da série sobre a família Camargo, revela Zezé di Camargo
Em entrevista ao Instagram de O Liberal, o sertanejo falou sobre o show que fará em Belém, no sábado, 11.

Netflix encerra atividades na Rússia
Empresa decidiu abandonar definitivamente mercado russo, onde tinha 700 mil assinantes

O serviço de streaming estaria se aproveitando da tecnologia sem a devida licença, protegida no Brasil pelo registro no Instituto Nacional de Propriedade Industrial desde 2018. A Netflix nega o uso do DivX, mas cinco pareceres técnicos apresentados ao TJRJ pela desenvolvedora do software se mostraram como prova contrária

O advogado da Divx, Carlos Aboim, afirma que "ir à Justiça foi o recurso encontrado para proteger novos investimentos no desenvolvimento dessa e novas tecnologias". A Netflix afirmou que terá grandes prejuízos, mas que isso não deve afetar a qualidade da imagem e serviço para os assinantes. 

(*Emilly Melo, estagiária, sob supervisão de Hamilton Braga, coordenador do Núcleo de Política)

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL