Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Polícia fecha abatedouro ilegal que furtava e vendia cavalos como carne bovina

Carnes eram vendidas em feiras, açougues, frigoríficos e outros estabelecimentos comerciais

Emilly Melo

A Polícia Civil fechou um abatedouro ilegal acusado de furtar cavalos para abatê-los e vendê-los com carne bovina aos consumidores. O caso ocorreu nesta terça-feira (6), em Viana, na Grande Vitória (ES). As informações são do G1 Nacional. 

No local foram encontrados 17 cavalos vivos prontos para o abate, vários porcos que eram alimentados com vísceras dos animais abatidos, e partes como cabeça, patas e coração de equinos. 

VEJA MAIS

Fiscais agropecuários fecham abatedouro de aves clandestino em Benevides
Estabelecimento não tinha condições de funcionamento

Abatedouro de aves é interditado pela Adepará em Capanema
O pedido foi feito em abril e a fiscalização foi realizada na última segunda e terça-feira, dias 06 e 07 de junho, culminando com a interdição do local

A “Operação Dia de Caça” durou cerca de um mês e teve participação de policiais civis, militares e fiscais da Prefeitura e do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf).

Os agentes chegaram ao abatedouro após denúncias sobre o desaparecimento dos cavalos em alguns municípios do estado. As carnes dos animais eram vendidas em feiras, açougues, frigoríficos e outros estabelecimentos comerciais. Cada animal era vendido a cerca de R$ 200.

A Secretaria de Saúde de Viana recolheu os animais encontrados no local. 

(*Emilly Melo, estagiária, sob supervisão de Keila Ferreira, coordenadora do Núcleo de Política)

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL