PM confunde pedaço de pau com fuzil e mata catador de recicláveis que tinha deficiência intelectual

A vítima foi baleada no quintal da casa onde morava sozinho

Luciana Carvalho
fonte

Um catador de recicláveis de 50 anos com deficiência intelectual foi morto no quintal de casa, onde morava sozinho, nesta quinta-feira (05), em uma operação da Polícia Militar. De acordo com moradores, a PM confundiu um pedaço de madeira que o homem segurava com um fuzil. As informações são do portal Metrópoles.

Pelas redes sociais, o jornal comunitário "Cdd Acontece" informou que a operação policial começou desde cedo e o homem conhecido pelo apelido de Lord foi morto na área identificada como "Pantanal", que fica na comunidade Cidade de Deus, no Rio de Janeiro.  A operação foi coordenada pelo 18º BPM de Jacarepaguá e por volta das 8h50 não havia mais confrontos.

“As vias estão abertas normalmente. Recomendamos que evite circular. Faça contato com amigos e familiares para saber como está a área que mora ou tem que passar”, informou o jornal.

VEJA MAIS

image Menina de 5 anos que sobreviveu a tiros de PM chora e pergunta pela família
Mãe e irmã da criança foram mortas pelo padrasto que é policial militar

image PM de folga mata jovem a tiros dentro de delegacia após discussão no Ceará
Os dois foram conduzidos para a delegacia da cidade após uma briga e, enquanto aguardavam o procedimento policial, o militar atirou contra a vítima

image PM mata cachorro a tiros em via pública: 'Não tinha necessidade disso', lamenta o dono
Militar alegou que só tentou se defender porque o cachorro havia investido contra ele e sua cadela, mas testemunhas negam essa versão

Aparentava ser fuzil

A PM do Rio disse que a corporação já instaurou um procedimento para averiguar as circunstâncias da morte do catador. Segundo a PM, a operação que acontece na comunidade tinha o objetivo de realizar a prisão de criminosos que atuam no crime organizado daquele local e praticam diversos roubos na região, além de apreender armas de fogo e recuperar veículos roubados.

“De acordo com policiais do 18º BPM, uma equipe da unidade se deslocava pela localidade do Pantanal, uma área historicamente conflagrada, quando se deparou com um homem conduzindo o que aparentava ser um fuzil, pendurado em uma bandoleira. Os policiais efetuaram disparos e o atingiram. O ferido não resistiu. A área foi isolada e a Delegacia de Homicídios da Capital foi acionada para a perícia”, informou a PM em trecho de nota divulgada para imprensa.

Segundo a corporação, os policiais envolvidos na ocorrência serão identificados e as armas apresentadas à perícia. A PM também disse que vai colaborar integralmente com as investigações da Polícia Civil.

Já a Polícia Civil do Rio informou que a Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) foi acionada e a ocorrência está em andamento.

(Luciana Carvalho, estagiária da Redação sob supervisão de Elisa Vaz, repórter do Núcleo de Política).

Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL