PF cumpre mandados de prisão no RJ contra suspeitos de financiar atos golpistas

Os suspeitos são investigados pelos crimes associação criminosa e incitação das Forças Armadas contra os poderes institucionais

Luciana Carvalho
fonte

Nesta segunda-feira (16), a Polícia Federal (PF) cumpre três mandados de prisão temporária contra suspeitos de organizar e financiar os ataques dos prédios públicos dos três poderes em Brasília no último dia 08 de janeiro. As informações são do portal O Globo.

Uma das pessoas investigadas já foi localizada e presa no município de Campos dos Goytacazes (RJ). Outros dois ainda não foram encontrados. Também são cumpridos cinco mandados de busca e apreensão. A PF informou que aparelhos de telefone celular, computadores e documentos foram recolhidos em endereços ligados aos suspeitos.

Segundo a PF, a investigação pretende identificar as lideranças locais que bloquearam as rodovias que passam pelo município, sendo os mesmos que organizaram manifestações em frente aos quartéis do Exército situados na cidade. "Durante a investigação, foi possível colher elementos de prova capazes de vincular os investigados na organização e liderança dos eventos", diz a PF, em nota.

VEJA MAIS

image Imagens inéditas das câmeras de segurança do Planalto mostram ataques em Brasília
O vídeo foi obtido com exclusividade pelo programa Fantástico, da TV Globo

image 'É consenso que a atuação de militares esteve longe da eficiência', afirma ministro da Casa Civil
Rui Costa falou sobre os ataques em Brasília e defende que agora é hora de pacificar o Brasil

image Veja o que se sabe até agora sobre paraenses envolvidos em atos terroristas em Brasília
Vários moradores do Pará foram identificados participando dos ataques, além de outras ações violentas que aconteceram ainda em dezembro

Os mandados da Operação Ulysses foram expedidos pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. Com o cumprimento das ordens judiciais, a PF espera "identificar eventuais outros partícipes/coautores na empreitada criminosa".

Os suspeitos são investigados pelos crimes associação criminosa e incitação das Forças Armadas contra os poderes institucionais.

(Luciana Carvalho, estagiária da Redação sob supervisão de Elisa Vaz, repórter do Núcleo de Política).

Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL